Araraquara na rota do crescimento sustentável

48

A preservação do meio ambiente está entre os pilares para o desenvolvimento sustentável, aquele capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações. Nesse sentido, poder público e universidade têm trabalhado em conjunto para que Araraquara saia na frente quando o assunto é sustentabilidade.

Em maio deste ano, a Câmara Municipal aprovou o projeto que institui o Programa Araraquara 2050, elaborado pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp), em parceria com o município, e tem como principal objetivo promover um macroplanejamento estratégico do desenvolvimento do município, de curto, médio e longo prazos, respaldado no potencial econômico, ambiental e social.

Dando continuidade ao trabalho de crescimento sustentável, o vereador Jéferson Yashuda (PSDB) propôs um projeto que inclui no Calendário Oficial de Eventos de Araraquara o Dia Municipal do Meio Ambiente. A lei foi sancionada pelo prefeito Edinho Silva (PT) na tarde de quarta-feira (30). “A legislação vem para colocar em destaque essa pauta e complementar o Araraquara 2050, uma vez que a referida semana tem como objetivo fomentar, em todos os níveis, a realização de atividades culturais, com variadas ações relativas aos cuidados com o meio ambiente”, disse o parlamentar.

Edinho reiterou a importância do debate sobre sustentabilidade. “Não é possível que continuemos a acreditar que os nossos recursos naturais são infindáveis. Espero que os nossos descendentes não tenham que brigar por água potável e que a gente não conheça os córregos apenas pela fotografia.”

Durante a solenidade que marcou a assinatura da lei, estiveram presentes os vereadores Rafael de Angeli (PSDB) e Roger Mendes (Progressistas), e o vice-prefeito e secretário do Trabalho e do Desenvolvimento Econômico, Damiano Neto (Progressistas).