Presídios estimulam leitura e produção de resenhas entre reeducandos

2

Produção de resenhas, poesia, apresentação de teatro, palestras e até competição de perguntas e respostas são algumas das atividades realizadas nas unidades prisionais que compõem a Coordenadoria da Região Noroeste (CRN) em comemoração à Semana de Incentivo à Leitura, celebrada de 17 a 23 de abril. Os reeducandos participaram, também, de rodas de leitura e debates sobre o enredo de livros lidos na unidade, com objetivo de aguçar o senso crítico e melhorar a escrita.

No Centro de Ressocialização (CR) de Ourinhos, por exemplo, alunos dos ensinos Fundamental e Médio desenvolveram um projeto intitulado “Tríduo Literário”, que rendeu homenagens aos escritores brasileiros Monteiro Lobato e Cora Coralina, com produção de cartazes e análises criticas sobre obras escritas pelos dois autores.

Coordenadora do Núcleo Pedagógico da Diretoria de Ensino de Ourinhos, a professora Luciana Diniz ministrou uma palestra para os 44 alunos participantes do projeto. Entre os assuntos abordados, ela falou da sua vida profissional como educadora.

Os reeducandos ainda declamaram dois poemas de Cora Coralina: “Chorar ou Sorrir” e “A Procura”, além de encenarem uma peça teatral. Para finalizar as atividades, um dos alunos falou sobre a Bíblia (título mais vendido no mundo) e houve a entrega de 800 filipetas (marca páginas) para a Escola Estadual José Paschoalick, de Ourinhos, em colaboração à reinauguração da biblioteca da unidade de ensino. O material foi produzido pelos próprios presos.  

COMPETIÇÃO LITERÁRIA

O Centro de Ressocialização (CR) de Araraquara, em parceria com a Fundação “Prof. Dr. Manoel Pedro Pimentel” (Funap), também promoveu diversas atividades para celebrar a Semana de Incentivo à Leitura. Uma roda de leitura envolveu 12 reeducandos e teve como pauta o livro “A Garota das Laranjas”, de Jostein Gaarder.

Trata-se de um romance que aborda, entre outras questões, o relacionamento harmonioso e amoroso que deve prevalecer em uma família. A obra, inclusive, foi utilizada como tema em uma competição de perguntas e respostas realizada entre os internos.

BENEFÍCIOS

Como data efetiva do calendário escolar, a Semana de Incentivo à Leitura é ferramenta importante para que alunos do ensino público estadual estejam mais próximos dos livros. Sendo assim, toda a equipe de Educação das unidades prisionais vinculadas à Coordenadoria da Região Noroeste (CRN) se mobiliza para que o evento incuta nos internos, cada vez mais, o hábito da leitura.

ACERVO

O acervo das unidades abrangidas pela CRN é de 152.135 livros, incluindo obras literárias, contos e histórias. Só no mês de março foram contabilizados 14.210 empréstimos de exemplares.