Cerca de 30 mil presos já foram liberados por pandemia

Dados constam em ofício do Departamento Penitenciário Nacional

82
Cerca de 30 mil presos já foram liberados em razão da pandemia de Covid-19 Foto: EFE/ Fernando Bizerra

O Departamento Penitenciário Nacional (Depen), vinculado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), estima que pelo menos 30 mil presos já tenham deixado as penitenciárias pelo país em razão da pandemia de coronavírus.

Presos receberam alvarás de soltura e conversão para prisão domiciliar com base em uma recomendação do CNJ.

O dado consta em um ofício enviado para as secretarias estaduais de Administração Penitenciária, onde a pasta federal recomenda que os endereços dos liberados sejam enviados para as forças policiais, já que muitos detidos saíram sem monitoramento eletrônico.

– Considerando o número elevado de pessoas que saíram dos estabelecimentos penais, em alguns casos, até mesmo sem a utilização de tornozeleiras eletrônicas, solicitamos que os dados dos presos sejam informados às polícias dos respectivos estados – diz o documento.

O documento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que tem sido usado pelos juízes nas decisões de relaxamento de prisão recomenda a “adoção de medidas preventivas à propagação da infecção pelo novo coronavírus no âmbito dos estabelecimentos do sistema prisional e do sistema socioeducativo”. O texto, porém, não é de cumprimento obrigatório e cada magistrado deve avaliar as situação de forma individual.