Sipat aborda doenças infecciosas e segurança no trânsito nesta quinta (26)

35

A Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho (Sipat), organizada pela Prefeitura, prosseguirá nesta quinta-feira (26) com duas palestras nas áreas de saúde e de trânsito, no Centro Internacional de Convenção, no período da manhã. O evento é direcionado aos servidores municipais e a população em geral.

Na primeira palestra, às 9h, o biólogo Rodrigo Ramos abordará o tema “Doenças infecciosas transmitidas por vetores – arboviroses e leishmanioses”. Em seguida, às 10h30, o coronel João Alberto Nogueira Júnior exporá o painel “Segurança no trânsito”.

Para o presidente da CIPA, Ivo Carpini Martinez, a Sipat é uma oportunidade de ampliar a qualificação do servidor e a promoção da saúde e do bem-estar. “O conteúdo das palestras é interessante e atende todas as áreas. Na abertura tivemos a reforma da previdência; depois, a saúde bucal, intoxicação no ambiente do trabalho, a síndrome de Burnout, comunicação assertiva e nesta quinta prosseguiremos com doenças infecciosas e segurança no trânsito. Os participantes têm elogiados os temas abordados”, relata Martinez.

No encerramento, na sexta-feira, às 9h, os dois painéis serão “Relacionamento Interpessoal no trabalho” e “Acidentes por animais peçonhentos: identificação, sintomatologia e primeiros socorros”.

Vale reforçar que o Centro Internacional de Convenção fica na Rua Ivo Antônio Magnani, 430, no Cear, ao lado do Gigantão, no Jardim Primavera, na região Central de Araraquara.

Síndrome de Burnout
Um tema pouco explorado nas palestras organizadas por CIPAs, a síndrome de Burnout é um distúrbio que se caracteriza pelo esgotamento físico, mental e psíquico. Segundo a palestrante, nessa terça-feira (25), Jaqueline Diniz, “é importante a prevenção contra o estresse que pode provocar outras patologias”.

Outro tópico da terça-feira, a comunicação assertiva, foi exposto por Ana Paula Chediek. Entre as reflexões e as dicas sobre a empatia e simpatia, Ana Paula destacou a necessidade de apoio ao próximo em situações de dificuldades. “É preciso tratar primeiro a pessoa, e depois o problema, com sinceridade e ausência de julgamento”, resumiu.