Sessão Maldita agita FIDA na sexta e no sábado (dias 27 e 28)

44

A Sessão Maldita é um clássico do FIDA – Festival Internacional de Dança de Araraquara. Nesta 19ª edição do festival, a atividade chega em dois dias: nesta sexta-feira (27) e também no sábado (28), com apresentações a partir das 22 horas no Teatro Wallace Leal Valentin Rodrigues.

O “clássico” do FIDA é marcado por apresentações que têm início mais tarde (às 22 horas) e trazem temas contemporâneos e polêmicos. Sexta-feira é a vez de “E se eu tirar agora do meu bolso uma emoção descartável?”, com Carlos Fonseca, e “F.Q.SÃO?!”, com Douglas Emilio – ambos com classificação para 12 anos. Na sexta também tem o espetáculo “Casixtranha”, com o coletivo Casixtranha sob orientação de Thiago Cohen, um pouco mais cedo: às 20 horas.

No sábado mais duas produções da Sessão Maldita: “Declaração d’AMOUR”, com Gilsamara Moura e Lucas Valentim e também o resultado da residência “Tupinambausch”, com a direção de Denny Neves – as apresentações são adequadas para maiores de 16 anos.

Vale destacar que toda a programação é gratuita e os ingressos são distribuídos uma hora antes do início da sessão. As atividades do FIDA seguem até este domingo, dia 29, e podem ser conferidas no site e nas redes sociais da Prefeitura de Araraquara.

 Sexta-feiraO espetáculo “E se eu tirar agora do meu bolso uma emoção descartável?”, com Carlos Fonseca, abre a Sessão Maldita trazendo como base alguns poemas do poeta Eliézer Santos, seu companheiro. Carlos Fonseca propõe o entrelaçamento de textos coreográficos e improvisacionais num corpo que permite se atravessar por imagens, sensações, emoções e sonoridades provenientes destes poemas.

Depois, o bailarino e pesquisador Douglas Emilio apresenta “F.Q.SÃO?!”, um estudo em três atos, resultado de sua pesquisa acadêmica na UFBA – Universidade Federal da Bahia.

Antes, a partir das 14 horas, a programação do FIDA realiza a Oficina “Corpo na Improvisação”, com as chilenas Paula Sacur e Daniela Tenhamm. Atividade, desenvolvida na Oficina das Meninas, é centrada em criação e improvisação.

Também, no Teatro Wallace Leal, na sexta, às 20 horas, haverá o espetáculo “Casixtranha”, com o resultado da residência artística promovida com Thiago Cohen com o coletivo Casixtranha.

Sábado – A programação de sábado se inicia com “Declaração d’AMOUR”, trabalho que marca mais um encontro entre Gilsamara Moura e Lucas Valentim. Em tempos de polarizações ideológicas, violências cotidianas, opressões contra as minorias sociais e discursos de ódio, uma pausa para falar de amor. “Existe amor, depois do amor?”, questionam os intérpretes.

Fechando os trabalhos da Maldita, tem “Tupinambausch” – uma apresentação que resulta de uma das residências artísticas promovidas pelo FIDA, com a participação de artistas da cidade, sob a direção de Denny Neves.

A residência “Tupinambausch” desenvolveu processos de pesquisa e criação coreográfica, por meio do estudo de poéticas e estéticas provenientes das manifestações culturais dos povos originários do Brasil em conexão os princípios das danças contemporâneas.

O processo de estudos propôs uma imersão nos princípios filosóficos da coreógrafa alemã Pina Bausch e seus desdobramentos na América Latina. O estudo dos movimentos para o desenvolvimento de processos criativos em Dança, inspiraram-se em repertórios provenientes de danças populares brasileiras, com ênfase nas danças dos povos indígenas amazônicos e do nordeste brasileiro.

Vale destacar que, também no sábado, no Sesc Araraquara, a programação do FIDA apresenta “A Boba”, com Wagner Schwartz, às 20 horas. A classificação é livre e os ingressos devem ser retirados a partir das 9h30 do dia do espetáculo, no próprio Sesc Araraquara, sendo limitados a 2 ingressos por pessoa.

Serviço:

FIDA – Festival Internacional de Dança de Araraquara

 

•       27/09 (sexta):

14h às 17h: Oficina “Corpo na Improvisação”, com Paula Sacur e Daniela Tenhamm (Chile)/ FIDA 2019 –  Oficina das Meninas 

20h30: Espetáculo “Casixtranha” (orientação de Thiago Cohen) – Teatro Wallace Leal (*16 anos)

22h: Sessão Maldita (“E se eu tirar agora do meu bolso uma emoção descartável?”, com Carlos Fonseca + “F.Q.SÃO?!”, com Douglas Emilio) – Teatro Wallace Leal (*12 anos)

 

•       28/09 (sábado):

20h: “A Boba”, com Wagner Schwartz/ FIDA 2019 – Sesc Araraquara (distribuição ingressos no dia, a partir das 9h30, na Central de Atendimento do Sesc Araraquara)

22h: Sessão Maldita (“Declaração d’AMOUR”, com Gilsamara Moura e Lucas Valentim + resultado da residência “Tupinambausch”, com músicos de Araraquara e direção de Denny Neves – Teatro Wallace Leal (*16 anos)