“Noite Preta”: espetáculos do FIDA trazem promoção da igualdade racial à tona nesta quinta (26)

38

A “Noite Preta” é a atração desta quinta-feira, 26 de setembro, no FIDA – Festival Internacional de Dança de Araraquara, com três apresentações a partir das 20h30, no Teatro Wallace Leal Valentin Rodrigues. A programação é gratuita e os ingressos são distribuídos uma hora antes do início, no próprio teatro.

“Negreiro” com Guego Anunciação, “Burua Itzali” com Thiago Cohen e “Corpas” com Cigarraiada e Coletivo Cadê Tereza compõem a programação da “Noite Preta”, enfatizando trabalhos que se relacionem com a promoção da igualdade racial.

A programação tem início com mais um espetáculo contemplado no Edital Municipal, “Corpas”, seguido por “Negreiro” e “Burua Itzali”. A Cigarraiada, junto ao Coletivo Cadê Tereza, utilizando da pesquisa e fragmentos retirados da montagem “Subterrâneos” e focando em questionamentos sobre a normalidade imposta, trazem um manifesto que utiliza dança, teatro e performance: “Corpas”.

A rua é o encontro das “corpas” que se cruzam todos os dias e carregam as suas diversidades.  “A cidade é feita pra quem?”, questionam os interpretes nessa performance que busca dar visibilidade às problemáticas da estrutura social e suas contradições. “Corpas” tem em seu elenco: Bruno Derotzi, Dan Barbieri, Laís Justus, Lígia Maria, Lorena Rizzato, Mariana Ruiz, Shara de Cássia, Vita Pereira, Vitor Hugo Oliveira e Vitor Matheus; além de produção executiva assinada pelo Coletivo Cadê Tereza.

Na sequência, Guego Anunciação apresenta Negreiro” – uma dança-luta movida pela paixão e necessidade de existir, onde o intérprete resiste intensamente na poética, evidenciando um corpo negro e o seu devir no mundo.

Por fim, Thiago Cohen apresenta o solo “Burua Itzali”, assumindo o estranho que lhe habita, na busca por encontrar nele o que ele possa chamar de “Eu”. “Como ritualizar o corte da minha cabeça? Engolir e vomitar o medo que há dentro de mim, assumindo o estranho que me habita, encontrar nele o que posso chamar de Eu. Esse eu sutil e singular”, aponta o criador e intérprete deste solo que  faz parte do projeto “Estudo para demolição”, contemplado pelo Edital de Mobilidade Artística do Estado da Bahia.

Vale lembrar que, além dos espetáculos, o FIDA também conta com as atividades de formação na quinta-feira: “Colaboração e cooperação hoje”, com Lucas Valentim (AL/BA), em escola da Rede Pública (9 às 12h) e a Oficina “Corpo na Improvisação”, com Paula Sacur e Daniela Tenhamm (Chile), na Oficina das Meninas (9 às 12h).

Em continuidade, seguem até 27 de setembro, as minirresidências: “Geração de Trabalho e Renda com Arte”, com Khosro Adibi (Irã / Holanda), na Casa da Cultura Luís Antonio Martinez Corrêa (até 27/09, das 14 às 17h); “TUPINAMBAUSCH – Ensaios indígenas para uma dança moderna”, com Denny Neves (PE/BA), na Escola Municipal de Dança Iracema Nogueira/EMD (até 27/09); e “Estudos para criação de plataforma digital multimídia”, com Bel Souza e Bruno Lottelli (BA/SP), na EMD.

Toda a programação é gratuita e pode ser conferida no site e redes sociais da Prefeitura de Araraquara. Vale destacar que a programação da “Noite Preta” será realizada no Teatro Wallace leal, na Av. Espanha, 485, região central da cidade.

SERVIÇO:

Fida – Festival Internacional de Dança de Araraquara apresenta “Noite Preta”

Local: Teatro Wallace Leal Valentin Rodrigues (Av. Espanha, 485 – Centro)

Data: quinta-feira (26/09)

Horário: 20h30

Programação:

  • “Negreiro”, com  Guego Anunciação
  • “Burua Itzali”, com Thiago Cohen
  • “Corpas”, com Cigarraiada + Coletivo Cadê Tereza

Grátis – ingressos distribuídos uma hora antes da apresentação