Mês Municipal da Cidadania LGBTQIA+ começa neste domingo (13)

2

Neste domingo, dia 13, tem início a programação do Mês Municipal da Cidadania LGBTQIA+, instituído por meio da Lei Municipal 8546/2015. A programação diversificada e gratuita conta com exposição, seminário, cinema, lançamento de documentário, exposição e segue até o dia 27 deste mês, sendo finalizada com a 10ª edição da Parada do Orgulho LGBTQIA+.

“A Semana da Cidadania LGBTQIA+ acontece anualmente aqui em Araraquara através da lei municipal e, com isso, a Prefeitura realiza diversas ações e eventos por meio da Assessoria de Políticas LGBTs”, aponta Filipa Brunelli, assessora municipal de Políticas LGBTs.

O “Piquenique das Bee” abre a programação do Mês Municipal da Cidadania LGBTQIA+ neste domingo, dia 13. A atividade está programada para as 12 horas, sendo realizada no próprio Centro de Referência e Resistência LGBTQIA+, onde na sequência, a partir das 15 horas, acontece a roda de conversa “Basta de close errado”. “O Piquenique das Bee será um momento de junção e agregação de pessoas LGBTs e aliados e, durante o evento realizaremos a roda de conversa ‘Basta de close errado’, com a proposta de debater os preconceitos e discriminação que ocorrem entre pessoas LGBTs. Debateremos temas como racismo, sexismo, misoginia e fobias sociais em geral”, conta Filipa.

Na terça-feira (15) ocorre o Seminário “LGBTQIA+: Direitos e como acioná-los”, a partir das 19 horas, ainda no Centro de Referência LGBTQIA+. “O objetivo é explanar as diversas formas de LGBTfobias, os direitos de pessoas LGBTs , e como acionar a legislação em defesa das pessoas LGBTs em virtude de violação de direitos”, esclarece a assessora.

A exposição “Recordar é resistir” acontece no saguão da Câmara Municipal, a partir do dia 16, em parceria com a Câmara Municipal, por meio do mandato da vereadora Thainara Faria. A mostra reunirá fotos, jornais e documentos que contam a história do movimento LGBT desde sua consolidação em 1969. A exposição permanecerá em cartaz até o dia 31 deste mês.

A quinta-feira (17) será marcada pela eleição de composição do Conselho Municipal LGBTQIA+. Atividade tem início às 19 horas no Centro de Referência e Resistência LGBTQIA+ e é uma forma de garantir a participação de todos segmentos do movimento social na construção da política pública.

O documentário “Morada das Ixtranhas” será lançado no sábado (19), a partir das 19 horas, na Biblioteca Municipal Mario de Andrade. Gravado de forma independente, o documentário conta a vivência do dia a dia das pessoas que compõem o coletivo de arte Casixstranha.

Mais um seminário entra na programação: “LGBTQIA+ saúde, prevenção e redução de danos” no dia 23. A proposta é levantar o debate sobre a promoção das políticas públicas da saúde em diversos setores e demandas recorrentes das pessoas LGBTs, como: hormonioterapia, IST/Aids, drogas – entre outros assuntos.

No dia 24, na Câmara de Araraquara, às 19 horas, haverá uma sessão solene de entrega de honraria. “Será entregue a um homem gay que, no passado, contribuiu com a defesa das pessoas LGBTs – em especifico pessoas soropositivas”, contou Filipa. O prêmio é uma realização do mandato da vereadora Thainara Faria, em parceria com a Assessoria LGBTQIA+.

O Cine LGBT, no dia 25, exibe um documentário “A vida (e a morte) de Marsha P. Johnson e a invisibilidade trans” que celebra o legado e investiga as circunstâncias da morte da ativista, ícone drag queen e veterana da revolta de Stonewall, Marsha P. Johnson.

No dia 26 serão duas atividades: a ExpooBee e o Prêmio Divine. A ExpoBee chega a sua terceira edição. “Esta feira cultural, de empreendimentos e econômica solidária e criativa LGBT, tem o intuito de promover um espaço amplo para que empreendedores e artesãos, LGBTs e aliados, exponham seus serviços e divulguem seus trabalhos movimentando a economia local de forma inclusiva”, conta Filipa. “Também, às 19 horas do dia 26, iremos realizar a terceira edição do prêmio Divine, que tem como objetivo promover e valorizar a cultura drag quen. Através de um concurso cultural, iremos eleger a drag destaque do ano”, destaca.

Por fim, finalizando a programação será realizada a 10ª edição da Parada do Orgulho LGBTQIA+, celebrando a história de luta e resistência durante os 50 anos de movimento LGBT. A Parada acontece no dia 27, com concentração a partir do meio-dia no Parque Infantil, na região central de Araraquara.

Toda a programação é gratuita. Vale lembrar que o Centro de Referência e Resistência LGBTQIA+ está localizado na Avenida Espanha, 536, no Centro de Araraquara.

 

Programação Mês Municipal da Cidadania LGBTQIA+

13/10 – 12h: “Piquenique das Bee” – Centro de Referência e Resistência LGBTQIA+

13/10 – 15h: roda de conversa “Basta de close errado” – Centro de Referência e Resistência LGBTQIA+

15/10 – 19h: Seminário “LGBTQIA+: Direitos e como acioná-los” – Centro de Referência LGBTQIA+

16/10 – Abertura da exposição “Recordar é resistir” – Câmara Municipal (até 31/10)

17/10 – 19h: eleição de composição do Conselho Municipal LGBTQIA+ – Centro de Referência e Resistência LGBTQIA+

19/10 – 19h: lançamento documentário “Morada das Ixtranhas” – Biblioteca Municipal Mario de Andrade

23/10 – 19h: Seminário “LGBTQIA+ saúde, prevenção e redução de danos” – Centro de Referência LGBTQIA+

24/10 – 19h: Entrega de honraria – Câmara de Araraquara

25/10 – 20h: “Cine LGBT” – Centro de Referência LGBTQIA+

26/10 – 12h: Expoo Bee – Feira Municipal LGBT – Esplanada das Rosas (Praça da Prefeitura)

27/10 – 12h: 10ª Parada do Orgulho LGBTQIA+ – Concentração: Parque Infantil

Grátis

  • Centro de Referência e Resistência LGBTQIA+: Avenida Espanha, 536 – Centro