Luta por igualdade de direitos da pessoa com deficiência não pode ter fim, diz Edinho

55

Os 34 novos integrantes do Comdef (Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência) tomaram posse em solenidade na Prefeitura, na tarde de sexta-feira (27).

O Comdef tem a finalidade de assessorar o governo municipal para que o exercício dos direitos civis e humanos das pessoas com deficiências e transtornos mentais graves seja assegurado.

“O desenvolvimento de ações para a pessoa com deficiência é uma opção minha de governo. Inclusive, o Comdef foi criado em 2002, no meu primeiro mandato. Muitas conquistas vieram desde então, mas a luta pela igualdade de direitos não pode ter fim”, destacou Edinho.

“A sociedade só será definitivamente democrática se as pessoas com deficiência forem incluídas e respeitadas. Temos um Centro Dia para a Pessoa com Deficiência, vamos inaugurar um Centro de Referência do Autismo, mas o trabalho deve continuar. Um bom mandato a todos do Comdef”, concluiu o prefeito.

A secretária de Planejamento e Participação Popular, Amanda Vizoná, desejou um bom trabalho ao conselho. “A gente espera que as pessoas com deficiência tenham ainda mais visibilidade em Araraquara”, afirmou.

A coordenadora de Direitos Humanos, Carolina Leão Marques, parabenizou a nova gestão do conselho. “A coordenadoria está à disposição de vocês para o desenvolvimento de políticas públicas.”

Para a assessora de Políticas Públicas para a Pessoa com Deficiência, Elisa Santos, o Comdef teve muitas conquistas nos últimos anos, mas ainda são diversos desafios a serem resolvidos. “O conselho busca combater o preconceito, a discriminação e as demais formas de intolerância”, disse Elisa.

O presidente do Comdef, César Augusto Ferreira, agradeceu a todos os colegas de conselho. “Nós fizemos muita coisa juntos. A gente se fortaleceu. Encerro este mandato, mas o que importa são as amizades e as conquistas”, declarou.