Índice de infestação de larvas do mosquito da dengue zera em Araraquara

59

O resultado da última Avaliação de Densidade Larvária (ADL), que avalia os níveis de infestação de larvas do mosquito Aedes aepypti nos bairros, comprova a eficiência das ações de combate à dengue coordenadas pela Vigilância Epidemiológica, da Secretaria Municipal da Saúde. Segundo dados divulgados nesta sexta-feira (26), a ADL referente ao mês de julho foi zero.  Também segundo números da Vigilância, de janeiro a junho, nas ações realizadas pelos agentes de saúde resultaram na retirada de 665 toneladas de inservíveis dos bairros de Araraquara.

O coordenador de Vigilância em Saúde, Rodrigo Ramos, explica que a ADL afere a quantidade de larvas do mosquito nas residências da cidade e o comportamento da população quanto à disponibilidade de criadouros. Para realizar o levantamento periodicamente, a cidade é dividida em cinco grandes regiões e é vistoriado um número determinado de imóveis em cada uma delas. Ao contrário de avaliações anteriores, desta vez, das cinco áreas, quatro tiveram índice igual a zero. Somente na área 2, o índice foi de 0,16, o que, estatisticamente, é considerado irrisório.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) indica que o resultado da ADL menor que 1,0 é tolerável, de 1 a 3,9 coloca o município em situação de alerta e superior a 4,0 em risco de epidemia.

O mapa da dengue indica que, apesar disso, todas as áreas precisam manter a atenção. “Nós estamos muito satisfeitos com esse resultado, porque mostra que estamos no caminho certo e que a população também está mais consciente. No início do ano, a ADL estava alta e 80% dos focos do Aedes aepypti estavam nos quintais das residências”, avalia Ramos, garantindo que os esforços de combate à dengue vão continuar, incluindo arrastão aos sábados e as ações diárias, incluindo nebulização e bloqueio casa a casa.

Para a secretária municipal de Saúde, Eliana Honain, a ADL de julho reforça que, de fato, é preciso que cada morador de Araraquara seja um fiscal do seu quintal. “A Prefeitura não tem um fiscal por residência. Precisamos muito dessa conscientização da população”, destacou

Arrastão no Gramado

E a batalha vai continuar. Neste sábado (27) será realizado arrastão contra a dengue, das 8 às 12 horas, nos bairros Vila Vieira, Parque Gramado, Vila Joenville e Jardim Santa Clara. Cerca de 200 pessoas, divididas em 10 equipes, retornarão às ruas para uma grande ação de varredura de criadouros nos quintais das residências e também nos terrenos baldios. Além de fiscais e agentes de controle de vetores e vigilância sanitária, participarão também servidores do Centralizado, da Secretaria de Obras e Serviços Urbanos, do Departamento Autônomo de Água e Esgotos (Daae) e Guarda Municipal.

Durante a abordagem, os moradores também recebem orientações sobre os cuidados necessários para prevenir a proliferação de larvas do mosquito Aedes aegypti. Além desse trabalho intensivo que vem sendo feito nas manhãs de sábado, os agentes continuam realizando diariamente os bloqueios casa a casa com aplicação de larvicida e nebulização.

A colaboração da população no recebimento dos agentes é fundamental. As equipes de vetores estão devidamente uniformizadas e com crachá de identificação. Denúncias de imóveis abandonados também podem ser realizadas pelo telefone da Ouvidoria da Vigilância Epidemiológica pelo 0800-7740440, ou através do Whatsapp da Prefeitura (16) 99760-1190. Moradores que não permanecem em casa para receber as equipes podem agendar uma visita pelo telefone da ouvidoria.