Conselho do Orçamento Participativo recebe 76 novos integrantes

56
Novos conselheiros tomaram posse nessa segunda-feira (22)

Os 76 novos integrantes do COP (Conselho do Orçamento Participativo), eleitos nas plenárias regionais e temáticas do OP para o biênio 2019/2020, tomaram posse na noite dessa segunda-feira (22), em evento no Cedepe (Centro de Desenvolvimento Profissional de Educadores Paulo Freire) da Secretaria da Educação, na Vila Xavier.

O COP é um órgão de participação direta da comunidade e tem objetivo de fiscalizar o planejamento e a execução das obras eleitas no OP, além de colaborar na elaboração dos projetos, na definição dos valores das obras e dos locais e acompanhar as licitações.

Em sua fala no evento, o prefeito Edinho ressaltou que o Orçamento Participativo e o COP despertam uma visão da cidade como um todo, já que os conselheiros vão acompanhar o andamento de todos os investimentos. Inclusive, a primeira caravana dos integrantes do COP para começarem a visitar os possíveis locais das obras está marcada para o próximo domingo (28).

“Quando decidi ser candidato a prefeito em 2016, as pessoas nas ruas pediam a volta do OP. Isso mostra que nós mudamos a consciência de muita gente. Afinal, o OP é uma obra de construção coletiva, que mobilizou 7 mil pessoas nas plenárias e na fase digital neste ano. A decisão sai das mãos do prefeito e vai para a população organizada”, afirmou Edinho.

“Araraquara será muito melhor se todos se colocarem no lugar do outro e trabalharem coletivamente. Isso é pensar na cidade como um todo, em vez de apenas na sua rua e no seu próprio bairro. O OP desperta essa consciência”, complementou.

A secretária de Planejamento e Participação Popular, Amanda Vizoná, enalteceu o trabalho dos conselheiros. “Vocês representam milhares de pessoas que também querem acompanhar todo esse processo. Conduzam esse conselho com muita gana. Vocês têm o poder nas mãos para executar o que os companheiros de vocês pediram nas plenárias. O interesse coletivo nos traz aqui”, ressaltou.

Representando a Câmara, o vereador Edio Lopes (PT) elogiou o modelo do OP realizado pela Prefeitura e o fortalecimento do COP. “A população entendeu o que é a participação popular. E quem sabe da realidade é quem mora no bairro. Por isso, o COP tem papel fundamental”, declarou.

Durante a posse, o coordenador de Participação Popular, Alcindo Sabino, também apresentou um balanço do Orçamento Participativo em 2019. A soma de participações em todas as modalidades do OP chegou a 7.123 votos, um valor 32% maior que no ano passado. “É o nosso recorde de participação. Espero que a gente consiga ampliar em 2020”, disse Alcindo.

Foram 2.544 pessoas participando das plenárias sub-regionais, 1.151 nas regionais, 897 nas temáticas e 2.531 votos no OP Digital, fase preliminar da Plenária da Cidade.

Ao todo, os investimentos eleitos no Orçamento Participativo desde 2017 somam R$ 40 milhões, entre obras e programas entregues e em andamento.