Cerca de 45% da população mundial sofre com distúrbios do sono

1
Entre os problemas mais comuns estão apneia e ronco, que atingem 24% dos brasileiros

Os distúrbios do sono têm se tornado cada vez mais comuns entre indivíduos de todo o mundo. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde, 45% da população sofre com esses problemas que incluem insônia, apneia do sono e ronco. Já entre os brasileiros, segundo a Associação Brasileira do Sono, 24% dos homens e 18% das mulheres de meia-idade roncam; acima dos 60 anos, esse índice sobe para 60% e 40%, respectivamente.

A apneia do sono é a obstrução das vias aéreas por alguns momentos durante a noite, pela aproximação dos tecidos da garganta, fechando a passagem do ar e impedindo a respiração por alguns segundos, várias vezes por noite. Já o ronco é a vibração dos tecidos da garganta quando o ar passa e prejudica muito mais do que as pessoas imaginam. Esses problemas são mais frequentes no homem a partir dos 30 anos e nas mulheres a partir da menopausa, interferem no descanso do organismo, nos relacionamentos e podem levar até a problemas cardíacos, como pressão alta e infarto do miocárdio.

Mas afinal, como identificar e qual profissional procurar ao se deparar com esses distúrbios?

De acordo com Dr. Sidnei Goldmann, dentista com mais de 20 anos de carreira, graduado em estética bucal e especialista em implantes dentários, normalmente as pessoas sabem que as noites de sono não são suficientes, mas não percebem que é o ronco que não as deixam dormir bem. Frequentemente é necessário que sejam avisadas por pessoas próximas como cônjuges, familiares e amigos.

“Recebo diversos pacientes que não percebem que roncam ou que têm apneia, mas que recebem queixas dos parceiros e só por isso resolvem procurar um dentista. Chegando ao consultório, é possível fazer a avaliação dos sintomas e amenizá-los com alguns tratamentos como as placas de sono que têm tido ótimos resultados entre os pacientes pela facilidade de adaptação e eficácia”, explica Dr. Sidnei.

Ainda segundo Dr. Goldmann, alguns fatores contribuem para o surgimento do ronco e apneia e entre eles estão o estresse, o sobrepeso, o sedentarismo, o consumo de álcool e até mal posicionamento dos dentes. “Procurar um dentista é importante para ter uma avaliação profunda dos tratamentos possíveis. Quem começa a usar as placas de sono para amenizar esses problemas percebem uma grande diferença na qualidade de vida e uma boa noite de sono é fundamental para o bom funcionamento do organismo”, finaliza o especialista.