Agentes apreendem ‘carta’ escrita no avesso da calça, drogas e celular com visitantes

4

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que, no último final de semana (dias 18 e 19), agentes de segurança flagraram visitantes tentando entrar com drogas e outros objetos ilícitos em presídios abrangidos pela Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Noroeste (CRN). Em um dos casos, a mulher foi surpreendida com uma “carta” escrita no avesso da calça, contendo informações suspeitas. Em mais três flagrantes, foram apreendidos cerca de 250 gramas de maconha e um aparelho celular.

A Polícia Militar (PM) foi acionada para registrar boletim de ocorrência para as apreensões do telefone móvel e dos entorpecentes. Também foi aberto procedimento interno para apurar o envolvimento dos presos que receberiam os materiais ilícitos no âmbito das unidades prisionais. 

Vale destacar que, mesmo com a ampla divulgação na mídia das crescentes apreensões em todo Estado de São Paulo, visitantes seguem tentando burlar as revistas, sem sucesso, graças à perícia de agentes penitenciários aliada à tecnologia dos scanners corporais. 

Centro de Detenção Provisória (CDP) de Bauru 

Uma mulher foi flagrada com 90,21 gramas de maconha escondidas em sua vagina, durante procedimento de revista pelo escâner corporal do Centro de Detenção Provisória (CDP) “ASP Francisco Carlos Caneschi” de Bauru, no sábado (dia 18), por volta das 9h20. 

Questionada, a visitante confessou a irregularidade e, em sala reservada, retirou a droga de seu corpo. Ela foi presa em flagrante e seria submetida a uma audiência de custódia.   

Penitenciária de Cerqueira César 

Uma mulher foi flagrada tentando entrar na Penitenciária de Cerqueira César com um aparelho celular escondido em sua sacola de alimentos, durante procedimento de revista pelo escâner corporal da unidade, por volta das 9h de sábado (dia 18).

Questionada, a visitante alegou que havia esquecido o telefone móvel no recipiente. Ela foi encaminha à delegacia da cidade para o registro de um boletim de ocorrência e teve o acesso negado à unidade.

Centro de Detenção Provisória (CDP) de Ribeirão Preto 

Uma mulher foi surpreendida por agentes de segurança ao tentar entrar no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Ribeirão Preto com mensagens escritas no avesso da calça. A “carta” continha informações suspeitas, que seriam entregues para alguns presos durante a visita.   

O flagrante ocorreu por volta das 9h de domingo (dia 19), quando a visitante foi submetida ao escâner corporal. Posteriormente, ela foi levada a uma sala reservada, onde agentes femininas confirmaram a irregularidade. A mulher teve o acesso negado ao CDP. 

Penitenciária II de Serra Azul

Uma mulher foi flagrada com 161 gramas de maconha escondidas em seu sutiã, durante procedimento de revista pelo escâner corporal da Penitenciária II de Serra Azul, no domingo (dia 19), por volta das 8h.  

A visitante foi conduzida até uma sala reservada, onde retirou a droga da peça de roupa e a entregou para as agentes femininas. No momento do flagrante, ela estava com o filho de três meses de idade. A criança, contudo, ficou sob responsabilidade da avó paterna. 

A mulher foi encaminhada até a delegacia da cidade e presa por tráfico de drogas. Ela seria submetida a uma audiência de custódia.   

Em todos os casos, as unidades prisionais também instauraram Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade dos presos que receberiam os materiais apreendidos. 

A SAP informa que pessoas flagradas tentando entrar com objetos ilícitos em presídios são automaticamente suspensas do rol de visitas.