Tênis de mesa: seleção feminina viaja para a Europa no dia 21

Equipe cumprirá período de treinos em Portugal

12

Na próxima sexta (21) a seleção brasileira feminina de tênis de mesa viaja para Portugal para ingressar na Missão Europa por meio de parceria entre o Comitê Olímpico do Brasil (COB) e a Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM). Caroline Kumahara, Jessica Yamada, Giulia Takahashi e Laura Watanabe comporão o grupo, que será completado por Bruna Takahashi, melhor brasileira no ranking mundial da modalidade (47ª colocada) e que já se reapresentou ao Sporting, clube que defende.

O grupo brasileiro permanece na Europa até 24 de setembro.

Caroline Kumahara e Jessica Yamada já são atletas da seleção adulta e participaram, no ano passado, dos Jogos Pan-Americanos e do Pré-olímpico por equipes. Giulia, de 15 anos, e Laura, com 16, fazem parte de um outro planejamento da CBTM e do COB, que está sendo executado desde 2019 para dar maior experiência internacional às duas potenciais atletas das futuras equipes olímpicas do Brasil.

“Vai ser muito importante para que elas possam se ambientar com a equipe adulta. Para mim, é sempre bom ter um grupo grande para trabalhar”, diz Hugo Hoyama, ex-atleta e atual técnico da equipe.

Antes de viajarem, os membros da delegação farão testes para o novo coronavírus (covid-19). Após a chegada em Portugal, eles repetem os exames e permanecem isolados até a divulgação dos resultados e liberação. Só então, iniciam os treinamentos. Este procedimento está sendo realizado por Bruna Takahashi, que chegou no último sábado (8) à Europa.

O Centro de Alto Rendimento da Vila Nova de Gaia, localizado na Região Metropolitana do Porto, é a casa de Bruna Takahashi desde o segundo semestre de 2019. O Sporting utiliza o local para treinamentos e jogos. Conta com toda a estrutura de alojamento para atletas, nove mesas, sala de musculação, área para os técnicos, entre diversas outras facilidades para a equipe.

“Espero que possamos aproveitar ao máximo e pegar ritmo de treinamentos. Fizemos uma reunião por videoconferência e temos de tomar cuidados nessa volta, para evitar lesões. Cansaço, todas vão sentir. Mas espero que seja um período muito importante para voltarmos ao ritmo de preparação para os Jogos de 2021”, avalia Hugo Hoyama.

O Brasil classificou as equipes masculina e feminina para os Jogos Olímpicos de Tóquio. Os times serão compostos por três jogadores, os dois melhores do ranking têm a participação garantida, o terceiro membro das equipes serão escolhidos pelos treinadores. Além das disputas coletivas, o país também terá dois jogadores em cada um dos naipes nos torneios individuais.