Livinha volta a vencer pelo UFC

89
FORTALEZA, BRAZIL - FEBRUARY 02: (L-R) Sarah Frota of Brazil attempts an arm bar submission against Livinha Souza of Brazil in their womens strawweight fight during the UFC Fight Night event at CFO Centro de Formacao Olimpica on February 2, 2019 in Fortaleza, Brazil. (Photo by Buda Mendes/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)
Carlos André de Souza

A lutadora araraquarense Lívia Renata Souza venceu a goiana Sarah Frota pelo UFC Fortaleza, que foi realizado na noite deste sábado (2) no Ceará. A luta, que seria pelo peso palha (até 52,6Kg) colocou Livinha em desvantagem, já que Sarah, no dia anterior, pesou 55,7Kg, três quilos a mais que o permitido. Lívia, que bateu o peso correto com 52,4Kg, ficou com 40% do valor da bolsa de sua oponente e aceitou fazer a luta.
O primeiro round foi marcado por muito equil√≠brio. Com uma envergadura maior, Sarah Frota tentava a troca√ß√£o, enquanto L√≠via, apesar de desferir bons chutes, tentava levar o combate para o solo. Em todas as suas investidas, L√≠via via a advers√°ria se livrar da finaliza√ß√£o, mas mesmo assim foi mais efetiva que a goiana. Nos √ļltimos segundos, ambas as lutadoras desferiram v√°rios ataques, por√©m nenhum soco teve pot√™ncia suficiente para derrubar a oponente. O segundo round foi mais movimentado e logo no in√≠cio Sarah conseguiu acertar alguns socos em L√≠via, por√©m a araraquarense criou as melhores chances e, na mais clara delas, a goiana se livrou de um mata-le√£o nos √ļltimos segundos do round. No terceiro e decisivo round, Sarah conseguiu desferir socos fortes de esquerda. L√≠via levou a partida para o ch√£o, mas em uma das oportunidades, Sarah ficou por cima e tentou v√°rios socos, enquanto L√≠via conseguiu se defender e administrar a luta com chutes nas pernas.
Apos os três rounds muito equilibrados, a araraquarense foi considerada a vencedora da luta por decisão dividida da arbitragem e comemorou sua segunda vitória na maior organização de MMA do planeta. Sua estreia ocorreu em setembro do ano passado, quando finalizou a australiana Alex Chambers no primeiro round da luta válida pelo card preliminar do UFC SP, no Ginásio do Ibirapuera.
Integrante da equipe Team Máximo, a atleta de 27 anos possui um cartel de 13 vitórias e uma derrota, e foi campeã do Invicta FC.