Técnica afeana agradece torcida após vice da Libertadores

62

Texto: Carlos André de Souza
Foto: Tiago Pavini/AFE

 

Apesar da luta, a Ferroviária ficou com o vice-campeonato da Copa Libertadores da América ao perder por 2 a 0 para o Corinthians na final realizada na noite da última segunda-feira (28) no Estádio Olímpico de Atahualpa, em Quito, Equador. A equipe araraquarense, que foi campeã em 2015, volta para Araraquara com uma campanha de quatro vitórias e duas derrotas, com 20 gols feitos e 9 sofridos.

Entrevistada após a partida, a técnica afeana Tatiele Silveira se mostrou feliz com o desempenho de suas comandadas na competição continental. “É uma decisão que vai ficar marcada na nossa memória. Ser finalista de uma Libertadores é um momento muito especial. É muito especial para nós por tudo o que fizemos, por tudo o que evoluímos dentro das competições, considerando o Campeonato Brasileiro e também agora na Libertadores, onde vimos essa crescente também. Só temos a agradecer a cidade de Araraquara e a todos que torceram por nós”, explicou.

Tatiele destaca que não faltou luta por parte das Guerreiras Grenás. “A entrega não faltou. A gente lutou, a gente brigou, a gente tentou de todas as formas, mas nesse momento não tivemos o êxito da vitória. Nos sentimos muito orgulhosas por estarmos em uma final de Libertadores da América, que é a competição mais importante do futebol feminino. Nossa identidade era essa e conseguimos retribuir a todos os nossos torcedores”, acrescentou.

O time agora tem apenas mais um compromisso antes de encerrar o ano: os Jogos Abertos do Interior. Independente do resultado, a treinadora comemora a atuação na temporada. “É um ano fantástico. Estamos muito felizes com a temporada. Claro que ficamos chateadas com a derrota na Libertadores, por não ter conseguido o título, mas se fizermos uma análise geral de toda a nossa temporada, tivemos três grandes competições, onde conseguimos chegar e brigar no mais alto nível em todas elas, desde o Campeonato Paulista, com o título brasileiro e na final da Libertadores, sempre com o Corinthians no nosso caminho. Fomos felizes no título brasileiro e essa conquista retribui todo o nosso ano. O que engrandece nossa temporada é justamente esses confrontos contra uma equipe de investimento gigantesco, com jogadoras de altíssimo nível, e vermos nossa equipe bater de frente. Estamos muito orgulhosas”, completou a técnica.