Servidores são capacitados para aplicar teste rápido de doenças em presos

67
O procedimento será usado para detecção de HIV, sífilis e Hepatites Virais

Servidores da Secretaria da Administração Penitenciaria (SAP) participaram de um treinamento para aplicar o teste rápido por punção digital (na ponta do dedo) em reeducandos que cumprem pena nas unidades prisionais subordinadas à Coordenadoria da Região Noroeste (CRN) do Estado. O procedimento será usado para detecção de HIV, sífilis e Hepatites Virais. Ao todo, 61 funcionários com formação técnica e superior na área da saúde fizeram o curso, ministrado na sede administrativa da CRN no último dia 27 de junho.

Segundo a diretora do Centro Regional de Saúde da Coordenadoria, Aparecida Kalinsqui, o treinamento busca oferecer subsídios aos servidores para aperfeiçoamento dos métodos de atendimento, identificação e tratamento das doenças nos pacientes.

“A capacitação é importante para que os profissionais de saúde saibam conduzir os trabalhos com os pacientes privados de liberdade desde a abordagem, na oferta dos testes, no acolhimento e aconselhamento, na execução, na agilidade do diagnóstico para o tratamento precoce e seguimento com os cuidados necessários”, destaca a diretora.

Demonstrativo e prático
Com duração de oito horas, incluindo aulas audiovisuais, exercícios demonstrativos e práticos, o treinamento foi ministrado pelos profissionais capacitados como multiplicadores: enfermeira da Prefeitura Municipal de Pirajuí Evandra Cristina Zarbin; psicólogo Júlio Cesar Carvalho e enfermeira Luciana Rodrigues Ferreira, ambos servidores da Penitenciária I de Serra Azul.

O curso é uma iniciativa da Coordenadoria de Saúde do Sistema Penitenciário (CSSP), organizado pela diretora do Centro Regional de Saúde da População Prisional Noroeste (CRASPP), em parceria com o Centro de Referência e Treinamento (CRT) de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST/Aids) e Escola de Administração Penitenciária (EAP) “Dr. Luiz Camargo Wolfmann”.