Semana de Incentivo à Leitura & Jornada Literária já começou

158

Com uma programação variada, foi lançada, nesta sexta-feira (25), a Semana Municipal de Incentivo à Leitura & Jornada Literária de Araraquara. A solenidade de abertura do evento aconteceu no Museu Ferroviário “Francisco Aureliano de Araújo” – local onde acontece toda a programação gratuita que segue até segunda-feira, dia 28 de novembro.

A programação da Secretaria Municipal de Cultura de Araraquara e Fundart, sob coordenação do professor Assis Furtado, apresenta: feira de livros, oficinas, bate-papos com escritores, saraus e leituras públicas, troca de ideias e de experiências, além de programação infantil, exposições, espetáculos cênicos e musicais, e comedoria.

“Estamos muito animados com essa realização, que, depois de tantos anos, conseguimos realizar. Tratava-se duma demanda antiga da área de Literatura, que agora a Secretaria Municipal de Cultura e Fundart vão trazer a público. A curadoria prezou pela qualidade literária e pela democratização do acesso às atrações. Contamos com a presença do grande público”, comenta Assis Furtado.

Sábado – Após a abertura nesta sexta, os alunos da EMD – Escola Municipal de Dança Iracema Nogueira apresentam coreografias e performances sobre a diáspora africana; enquanto o cantor, poeta e professor de literatura Mário Martinez encerra a programação com show musical.

No sábado (26) uma oficina abre as atividades às 9 horas: é a Oficina “Dois dedos de prosa”, com Reynaldo Damazio, que irá apresentar fundamentos técnicos e práticos do processo de criação de narrativas breves, a partir de leitura e discussão de diversos autores. Reynado Damazio é editor, crítico literário, escritor e gestor cultural. Autor de vários livros, Reynaldo é coordenador do Centro de apoio ao Escritor da Casa das Rosas e foi colaborador do Guia de Livros, CDs e DVDs da Folha de S. Paulo.

Também às 9 horas, o grupo Morada das Histórias realiza uma roda de histórias que irá compartilhar narrativas tradicionais do Brasil e do mundo, para pessoas de qualquer idade. Adivinhações, música de ninar, teatro de bonecos, histórias para contar e livros dão o tom da atividade.

Para a tarde do sábado, às 15 horas, está reservado um bate-papo com quatro convidados: Luigi Ricciardi, Kah Dantas, Chico Lopes e Vivian de Moraes. Luigi Ricciardi é doutor em Literatura e foi finalista do Prêmio Sesc 2014. Com vários livros publicados, mantém o blog “Acrópole Revisitada” onde escreve resenhas sobre literatura contemporânea. A cearense Kah Dantas escreve nos blogues “Orgasmo Santo” e “Leituras da Bel”, além do jornal “O Povo”. È autora do livro “Boca de cachorro louco”, um registro autobiográfico de um relacionamento abusivo. Chico Lopes é um autor de vários gêneros (poesia, romance, ensaio, biografia, crônica e memória) e publicou 15 livros. O autor já foi agraciado com o Prêmio Jabuti pelo romance “O estranho no corredor” (2012). Já a atibaiense, radicada em Araraquara, Vivian de Moraes é autora de nove livros e tem diversas participações em revistas como Cult e Zunái.

Às 19 horas, a mesa redonda “O engajamento como necessidade na literatura” reúne: Bruno Malavolta, Bruno Caldeira, Ligia Sene, Luciano Salles e Tadeu Marcato. Bruno Malavolta é araraquarense e doutor em Estudos Literários, atuando como professor de Literatura Brasileira na cidade de Goiânia. “Quase” (Patuá, 2018) marca sua estreia no gênero lírico. Bruno Caldeira, estudante de Biblioteconomia e Ciência da Informação, estudou o campo do fomento da leitura e do letramento com ênfase em questões raciais. Ligia Sene cursa Doutorado em Linguística e Língua Portuguesa, tem publicações de capítulos de livros, artigos, críticas literárias e produções de materiais didáticos de literatura. Luciano Salles é quadrinista e ilustrador da Folha de S.Paulo e tem todos os seus trabalhos indicados ou pré-indicados ao troféu HQMix e participou do álbum “Mônica(s)”. Tadeu Marcato é professor de Filosofia da Rede Estadual de Educação e desenvolve o projeto “Ensino de Filosofia: a poesia e a filosofia como ferramentas para a emancipação do indivíduo com foco na prevenção à dependência química”. Na Rede de Ensino Municipal, desenvolve o projeto “Poesofia crônica”.

Para fechar as atividades do sábado, haverá a partir das 21 horas, um Sarau Livre, com a discotecagem da DJ Roze (Coletivo Tocaya).

Domingo – Na manhã do domingo, às 9 horas, o músico Mário Martinez coordena a oficina de composição “A poesia das canções”. A partir de canções representativas do repertório da música brasileira, serão analisadas e comentadas as relações da fusão entre letra e melodia, assim como haverá exposição de noções técnicas sobre as linguagens poética e musical.

Também às 9 horas, a Cia. Alecrim realiza uma roda de histórias cantadas e faladas “Palavras brincativas” conectando experiências de aprendizado e acolhimento, a fim de semear confiança e força para seguir a vida de maneira brincante.

Às 15 horas, um bate-papo com a participação dos escritores Anderson Piva, Fátima Scandinari, Tiago Feijó e Camila Assad integra a programação. Anderson Piva tem diversos prêmios adquiridos, entre eles o Prêmio “Ignácio de Loyola Brandão”. É autor da peça teatral “Deus e o Diabo”, montada por Àlvaro Filho. A araraquarense Fátima Scandinari, formada em Matemática, sempre teve a leitura e a poesia em seu cotidiano e, entre os anos 80 e 90, recebeu diversos prêmios com suas antologias poéticas. Tiago Feijó tem textos publicados em diversas revistas e blogues de literatura. Em 2014 recebeu o Prêmio Ideal Clube de Literatura e foi finalista do Prêmio São Paulo de Literatura 2018.  Camila Assad tem suas poesias publicadas em mídias impressas e digitais no Brasil, Portugal, México e nos Estados Unidos.

Um espetáculo musical com Paulo Freire, às 19 horas, encerra a programação do domingo.

Segunda – O grupo “Canto Livro” encerra a programação da Semana Municipal de Incentivo à Leitura & Jornada Literária de Araraquara, com o espetáculo musical “O bruxo do Cosme Velho”, às 19 horas. Do caldeirão mágico-realista de Machado de Assis, “O bruxo do Cosme Velho”, sairão: o conto “História Comum”, poemas e trechos de “Dom Casmurro” e “O Alienista” e a fina ironia póstuma de “Brás Cubas”. Tudo isso acompanhado de canções da época, sendo algumas com letras de autoria do próprio Machado.

Vale destacar que toda a programação pode ser acompanhada no evento criado no Facebook (https://www.facebook.com/events/536091823822868/), assim como no site da Prefeitura de Araraquara.

Toda a programação é gratuita e os interessados devem realizar as inscrições para as oficinas e demais atividades pelo link: https://forms.gle/9XMuYVmoZqossR7RA .

 

SERVIÇO:

Semana Municipal de Incentivo à Leitura & Jornada Literária de Araraquara

Período: de 25 a 28 de outubro de 2019

Local: Museu Ferroviário Francisco Aureliano de Araújo (Rua Antônio Prado, s/nº, na antiga Estação Ferroviária)

Programação gratuita

Inscrições: https://forms.gle/9XMuYVmoZqossR7RA