Pesquisa eleitoral suspeita é tirada do ar pela justiça

O juiz eleitoral Marco Aurélio Bortolin suspendeu a divulgação de pesquisa veiculada nessa quinta-feira (12), em site da região

885

Na tarde desta sexta-feira (13), o juiz eleitoral Marco Aurélio Bortolin determinou a suspensão de pesquisa para eleição majoritária de 2020 em Araraquara, veiculada nas redes sociais nessa quinta-feira (12). O juíz acatou a Representação da Coligação Sol, interposta pelos advogados Lívia Cristina Campos Leite e João Jorge Cutrim Dragalzew.
A imediata suspensão da veiculação da pesquisa foi determinada pelo magistrado sob pena diária de R$ 50 mil. Toda e qualquer divulgação da pesquisa deverá ser retirado da rede mundial de computadores, sites, blogs e redes sociais, e em especial, no domínio
https://jornalcidadesonline.com.br/index.php.
O juiz também determinou a todos os partidos políticos não coligados, e às coligações que concorrem ao pleito majoritário, para que não divulguem a pesquisa na rede mundial de computadores ou outras mídias, e que suprimam eventuais divulgações já postadas no prazo de quatro horas.