O Comitê de Contingência do Coronavírus chama atenção da população para a importância da busca de atendimento médico imediatamente ao aparecimento dos primeiros sintomas gripais

Febre, dor de cabeça, dor de garganta, coriza, mal-estar e falta de ar, podendo aparecer ainda diarreia, perda de olfato e/ou paladar

138

O Comitê chama atenção da população para a importância da busca de atendimento médico imediatamente ao aparecimento dos primeiros sintomas gripais no caso de ocorrência da Covid-19. A princípio, o entendimento da comunidade médica de maneira geral era o de que a pessoa buscasse atendimento apenas após haver uma reunião dos sintomas indicativos para Covid-19, onde o principal deles é a falta de ar.

No entanto, estamos diante de uma doença nova, que desafia a ciência e nos mantém em alerta constante às suas variações. Dentro disso, o novo protocolo adotado é o de que as pessoas procurem o posto de saúde ou a UPA da Vila Xavier logo que o primeiro sintoma gripal surgiu.

Especialmente nesta época do ano, em que é as síndromes gripais e respiratórias são bastante comuns, é importante buscar atendimento médico. O atendimento precoce fará total diferença, tanto na condução dos cuidados, como na interceptação da rede de contaminação e freio do desenvolvimento ruim da doença, que pode levar o paciente a uma UTI e, até, à morte.

Outro ponto importante é o período correto para a realização do teste, que é entre o terceiro e o sétimo dia após o surgimento dos sintomas que, inclusive, não precisam aparecer todos juntos. Inclusive, pacientes que não tiverem condições de isolamento domiciliar enquanto aguardam o dia certo para a realização do teste, podem permanecer internados nas enfermarias da Upa da Vila Xavier, da Santa Casa, do Hospital de Campanha ou do Hospital estadual de Américo Brasiliense (HEAB), em observação. Isso vale, também, para pessoas de todos os grupos de risco. Tudo depende do diagnóstico médico.

A mudança no protocolo de orientação à população não altera todos os demais cuidados que a pandemia exige: isolamento social ao máximo possível, uso obrigatório de máscaras em todos os ambientes fora de casa, higienização constante das mãos com água e sabão ou álcool em gel, lavagem de roupas e banho imediato ao voltar da rua, evitar abraços e apertos de mãos e manter o distanciamento de 1,5m nas conversas com quem não mora na mesma casa.

Os sintomas das síndromes gripais, que são alerta também para a Covid, incluem: febre, dor de cabeça, dor de garganta, coriza, mal-estar e falta de ar, podendo aparecer ainda diarreia, perda de olfato e/ou paladar.