Massafera alerta comissão ambiental sobre animal que ameaça agricultura

217

Além de devastar as plantações, a presença do javaporco em rodovias também tem causado sérios acidentes

O deputado Roberto Massafera defendeu o controle, pelos órgãos ambientais, contra a proliferação do javaporco. Animal híbrido fruto do cruzamento de javalis com porcos, sua população vem crescendo no Estado de São Paulo causando sérios prejuízos à agricultura.

Além de devastar as plantações, a presença desses animais em rodovias também tem causado sérios acidentes, inclusive com vítimas fatais. Roberto Massafera se pronunciou essa semana durante reunião da Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

Com voto favorável do parlamentar, a Comissão também aprovou o pedido de realização de audiências públicas para discutir questões relacionadas ao manejo de mananciais hídricos no Estado.

A região metropolitana da capital sofreu intenso racionamento de água a partir de 2014, resultado de fatores como baixos níveis de chuva, longo período de seca e falta de expansão da capacidade de represamento do sistema Cantareira para acompanhar o crescimento populacional.

A audiência será realizada no dia 13 de novembro com a presença da ambientalista indiana Minni Jain, diretora da ONG The Flow Partnership ganhadora do prêmio Nobel da Água em 2015. Ela vai compartilhar as ideias que a Índia adotou para contornar a dificuldade de se encontrar água potável.

Na região de Sorocaba, a represa de Itupararanga também está ameaçada e será motivo de outra audiência. A represa é utilizada para geração de energia elétrica e o abastecimento de 800 mil pessoas, além de pesca e turismo.

De acordo com a ONG SOS Itupararanga, a região passa por uma crise diante dos baixos níveis da barragem e da poluição provocada pelo lançamento de esgoto e agrotóxicos nas águas, loteamentos clandestinos, desmatamentos, caça e pesca ilegais.

A Comissão de Meio Ambiente também aprovou, com voto favorável de Roberto Massafera, a realização de diligências na refinaria da Petrobras em Paulínia para verificar as condições de segurança da unidade. Em agosto passado, a refinaria sofreu um incêndio após explosão de uma caldeira. Moradores da região relataram um forte tremor e o fogo foi controlado pelos Bombeiros.