Marcos Daniel quer fortalecer política habitacional de Araraquara

Candidato a vereador do MDB vê Câmara Municipal enfraquecida e espera renovação em novembro

94

José Augusto Chrispim

Dando continuidade as entrevistas com os candidatos ao Legislativo araraquarense, O Imparcial conversou com o vice-presidente do Diretório local do MDB, Marcos Daniel. Ele foi secretário da Habitação, subprefeito de Bueno de Andrada e coordenador do Orçamento Participativo (OP) na gestão do ex-prefeito Marcelo Barbieri (MDB). O Emedebista já foi candidato a vereador duas vezes e, candidato a deputado estadual em 2018, quando recebeu 4.568 votos, sendo o 15º candidato mais votado entre 60 emedebistas que concorreram à vaga na Assembleia Legislativa de São Paulo (ALESP).

Marcos falou de suas expectativas sobre as eleições que acontecem em novembro e como espera atuar, caso seja eleito.

Veja a entrevista na íntegra.

O Imparcial: Qual é a sua expectativa para essas eleições, em Araraquara?

Marcos Daniel: “Mudança e renovação com qualidade. A Câmara municipal está com a credibilidade baixa diante da população e a renovação com qualidade e conteúdo se faz necessária para que possamos resgatar a confiança dos araraquarenses no Legislativo, precisamos eleger candidatos que estejam preparados para enfrentar os desafios da cidade pós-pandemia”.

O Imparcial: Qual é a sua principal motivação para se candidatar a uma vaga no Legislativo?

Marcos Daniel: “Fui secretário de Habitação em Araraquara, coordenei o maior projeto habitacional da história da cidade construindo os bairros Valle Verde e Jardim do Valle, foram mais de duas mil famílias que, hoje, tem um lar para chamar de seu, porém, desde que deixei de ser secretário de habitação, no final de 2016, nenhum projeto habitacional foi realizado em Araraquara. Não existe política habitacional do governo atual. Estou vendo a demanda habitacional crescer a cada dia e quem mais precisa de uma casa não tem sequer perspectiva de um novo projeto. Conheço as demandas habitacionais da cidade e tenho certeza absoluta que na Câmara Municipal poderei contribuir muito com a cidade na fiscalização do dinheiro publico, na elaboração de projetos e, principalmente na questão habitacional, pois conheço os caminhos e posso ajudar a reduzir a demanda em Araraquara”.

O Imparcial: Qual é a sua opinião com relação à coligação em torno do nome de Coca Ferraz (PSL) para a disputa da Prefeitura? Você acha essa é uma decisão acertada, ou acredita que o MDB deveria lançar um candidato próprio ao Executivo, pela história que tem em Araraquara?

Marcos Daniel: “O MDB foi o partido que mais governou Araraquara nas ultimas décadas, é hoje o principal partido da cidade e que pensa acima de tudo nos interesses de Araraquara. Desde o início das articulações nos posicionamos pela união das forças políticas para que a cidade voltasse a crescer e se desenvolver. Acredito que seja o momento do Coca Ferraz governar a cidade com o Jair Martinelli de vice. O Coca tem experiência no Executivo que adquiriu sendo vice-prefeito, além do apoio dos ex-prefeitos e ex-deputados Marcelo Barbieri e Roberto Massafera. O MDB tomou a melhor decisão pelo bem de Araraquara e irá ajudar o Coca Ferraz na geração de empregos, na saúde e nos programas habitacionais.

O Imparcial: Como você, que já foi secretário da Habitação do município, vê a situação atual dessa área? Você acredita que o projeto dos Lotes Urbanizados seja uma boa opção à falta de investimentos no Minha Casa Minha Vida pelo governo federal?

Marcos Daniel: “Infelizmente, hoje não existe política habitacional do governo atual. O Projeto de lotes urbanizados que não saiu do papel é um desrespeito à população que sonha em adquirir uma casa própria, existe incoerência no projeto e várias questões que o governo não soube explicar, pois não adianta entregar somente um terreno sem o principal que é a casa, e ainda estipular um prazo de construção para uma família que tem uma renda de meio salário mínimo. O programa Minha Casa Minha Vida não acabou, e neste ano o Governo Federal lançou o Casa Verde e Amarela que o substituiu, porém para que Araraquara seja contemplada é necessário elaborar um projeto habitacional sério e muita articulação junto ao Governo Federal que, neste caso, não existe por parte do governo municipal, causando um prejuízo enorme a população e a cidade”.

O Imparcial: Qual é o seu projeto como vereador? E quais bandeiras você defende?

Marcos Daniel: “Meu compromisso será legislar com ética, seriedade e respeito à população. Tenho muitos projetos que irão refletir diretamente na vida da população e várias questões atuais para serem debatidas na saúde, habitação, educação, transporte e geração de emprego, além de fiscalizar cada centavo que contribuímos através dos impostos. Precisamos de um Legislativo forte, competente e transparente para que possamos resgatar a credibilidade da Câmara Municipal. Tenho experiência e estou preparado para esse novo desafio por Araraquara”.

O Imparcial: Devido à pandemia do novo Coronavírus, o corpo a corpo da campanha eleitoral nas ruas da cidade deve ser menos intenso este ano. Você acha que isso vai favorecer os candidatos que possuem mandatos ou a disputa vai se concentrar mais nas redes socias?

Marcos Daniel: “Já disputei três eleições e minhas campanhas eleitorais foram sempre focadas no corpo a corpo, olho no olho, ouvindo a população e conhecendo os problemas e as dificuldades enfrentadas de perto, porém, essa campanha deverá ser diferente e, obviamente existe sim uma vantagem de quem já está no mandato, mas o eleitor está pedindo mudanças e está atento aos candidatos que realmente estão preparados para exercer a função de vereador, haja vista que o número de candidatos praticamente dobrou em comparação a última eleição. Portanto as redes sociais serão fundamentais para levar a mensagem ao eleitor evitando as aglomerações e propagação do COVID-19”.

O Imparcial: Você desenvolve um trabalho de arrecadação de fundos para a Santa Casa de Araraquara. Você acredita que, como vereador, teria mais ferramentas para buscar recursos para o hospital?

Marcos Daniel: “Com certeza! A Santa Casa é um hospital filantrópico que hoje se tornou referência para outros hospitais pela gestão eficiente, seriedade e transparência. Iniciei esse trabalho em 2018 e, desde então, arrecadamos recursos e equipamentos de extrema importância para o custeio e manutenção do hospital. E foi através de uma articulação conjunta coordenada pelo ex-prefeito Marcelo Barbieri que a Santa Casa recebeu o equivalente a R$ 4,5 milhões para a ampliação da UTI, recursos esses destinados pelo deputado Baleia Rossi. Como vereador, continuarei lutando pela nossa Santa Casa com mais força para articular os recursos em Brasília e São Paulo para que possamos continuar a modernizar o hospital com o objetivo de atender ainda mais a população que depende do SUS”.

O Imparcial: Como você vê a atuação da atual legislatura de Araraquara?

Marcos Daniel: “Tive uma expectativa muito grande no início da legislatura atual, que não foi correspondida. Faltou preparo de alguns vereadores para fiscalizar, elaborar e analisar projetos e debater várias questões importantes para a cidade e isso desgastou a imagem da Câmara Municipal diante da população. Não podemos ter uma Casa de Leis enfraquecida, pois o Legislativo é a casa do povo e um dos principais pilares da democracia”.

O Imparcial: Dê uma mensagem aos eleitores e diga por que merece o voto do araraquarense.

 Marcos Daniel: “Estou preparado e não vou decepcionar, quero uma oportunidade para contribuir com a nossa cidade. Já fiz muito por Araraquara e sei que posso fazer ainda mais. Tenho experiência e estou me colocando à disposição para legislar por nosso povo. Quero fazer a minha parte pela cidade onde nasci, cresci e que amo. Peço apenas uma chance e a confiança dos araraquarenses para representá-los na Câmara Municipal”, finalizou Daniel.