Lívia voltará a lutar em julho pelo UFC

132
Livinha Souza (luvas detalhes em vermelho) x Alex Chambers (luvas detalhes em azul) em luta pelo UFC São Paulo no ginásio do Ibirapuera, zona centro sul do de São Paulo, neste sábado, 22 de setembro

Maior organização de MMA do mundo, o Ultimate Fighting Championship (UFC) anunciou o próximo compromisso da lutadora araraquarense Lívia Renata Souza, que voltará ao octógono no dia 13 de julho no UFC Sacramento, onde enfrentará a lutadora americana Cynthia Calvillo pela categoria peso palha.

Com 28 anos de idade, Livinha, que é integrante da equipe Team Máximo, tem 13 vitórias e apenas uma derrota em sua carreira no MMA. Antes de chegar ao UFC, chegou a conquistar o cinturão do Invicta FC, principal evento feminino do mundo, e o defendeu com sucesso uma vez antes de sofrer sua primeira e única derrota na carreira, para Angela Hill, por uma decisão contestada da arbitragem. Desde então, a araraquarense venceu suas últimas quatro lutas, duas delas pelo UFC, no qual estreou com uma finalização contra Alex Chambers em setembro e seguiu com um triunfo por decisão dividida contra Sarah Frota no início de fevereiro em Fortaleza.

Cynthia Calvillo tem 31 anos de idade e possui um cartel de nove vitórias e uma derrota. Fez sua estreia no MMA amador em 2012 e compilou um cartel de cinco vitórias e uma derrota durante quatro anos de competição, que incluiu dois cinturões. Ela fez sua estreia profissional em 2016, acumulando três vitórias em cinco meses, incluindo duas vencidas por nocaute técnico. A lutadora aceitou uma luta com aviso prévio de dez dias contra Amanda Cooper no UFC 209, fazendo sua estreia no Ultimate, e derrotou a adversária por finalização no primeiro round. Vem de vitória sobre Cortney Casey por decisão unânime em fevereiro passado. No UFC tem um currículo de respeito de cinco vitórias e uma derrota.