Juliana Damus: A persistência como diferencial para conseguir recursos

18

José Augusto Chrispim

 

O Jornal O Imparcial ouviu esta semana a vereadora Juliana Andrião Damus (Progressistas), que fez um balanço de seu atual mandato na Câmara Municipal de Araraquara. Juliana, que é filha do saudoso ex-vereador Elias Damus, está em seu 5º mandato.

Confira abaixo as perguntas e as respostas que a vereadora concedeu à reportagem.

 

Passados quase três anos de mandato, qual o balanço que você faz de sua atuação?

Penso que minha atuação foi muito positiva, considerando a total dedicação ao mandato em busca de verbas para a cidade e apresentando proposituras que beneficiaram muito a população e os animais.

Nesses 3 anos de mandato, graças ao contato que tinha com o então Deputado Federal Paulo Maluf e com o apoio do Guilherme Ribeiro, foram liberados quase R$ 1 milhão de verbas destinadas a recapeamento de vias públicas e para a Santa Casa. Com o apoio do Deputado Federal Guilherme Mussi, a meu pedido, foram liberados R$ 230 mil para equipamentos na área de saúde e a aquisição do Castramóvel para descentralizar os atendimentos da saúde animal. Estamos aguardando mais verbas que pedimos ao deputado Mussi serem liberadas até 2020. Sem contar as 6 ambulâncias e verbas para recapeamento de vias públicas que a nossa bancada do Progressistas conquistou para a cidade.

Além disso, dentro da minha função como vereadora, participei ativamente em discussões de projetos importantes e também encaminhei várias demandas da população ao Poder Executivo.

Qual foi a maior conquista de seu mandato?

Não consigo escolher uma, porque tive várias conquistas importantes para nossa cidade nesse último mandato, mas citarei algumas que considero mais relevantes:

Isenção de pagamento de concursos públicos municipais para pessoas de baixa renda que esteja com a inscrição atualizada dos dados no Cadastro Único do Governo Federal e tenha renda mensal igual ou inferior à metade do salário mínimo; Isenção do pagamento de IPTU e de Área Azul aos pacientes que estão em tratamento de câncer; A renda do “Dia do Estacionamento Solidário” em maio de 2018 foi destinada ao Centro de Oncologia da Santa Casa; A criação do IPTU Solidário para que as pessoas possam, por meio de doações espontâneas, contribuir com instituições que acolhem e tratam pessoas com câncer; Ampliação de 15 para 45 dias o benefício de repouso remunerado concedido às servidoras públicas municipais da administração direta e indireta com perda gestacional; Proibição da soltura de fogos de artifício ruidosos que excedam os níveis de som permitidos, visando o bem-estar de idosos, doentes, bebês, crianças e animais que sofrem com a referida prática; Permissão da entrada de animais de estimação nos shoppings centers nas suas áreas comuns, respeitadas as normas de higiene e saúde e vedando a permanência destes animais nas áreas de alimentação. Preservação do Patrimônio histórico, cultural e científico através da proteção das calçadas com lajes de arenito com pegadas de dinossauros e outros importantes registros com cerca de 130 milhões de anos.

Você teve alguma decepção durante o exercício de seu mandato?

Não chega a ser uma decepção, mas atitudes lamentáveis tem ocorrido.

Temos visto boatos em redes sociais ou através de alguns órgãos de imprensa, que nada contribuem, apenas disseminam o ódio entre as pessoas. Vejo parte da população sendo usada como massa de manobra ao acreditar e compartilhar posts mentirosos sem ao menos checar se a informação é verdadeira. Outra situação que merece atenção é a necessidade de parte da população não saber ainda qual a função do legislativo e ficar a todo o momento criticando porque o vereador não consegue tapar buracos, retirar árvores com cupins, capinar mato e etc. O vereador pode encaminhar a demanda do munícipe à prefeitura e cobrar para que o pedido seja atendido, mas a responsabilidade da prestação de serviço é do Poder Executivo.

Quais seus pontos fortes e, quais, na sua avaliação, seriam seus pontos fracos na política?

Penso que um dos meus diferenciais é a persistência, pois o processo para obter conquistas junto ao poder público é muito moroso. Tem projetos e pedidos que demoram anos para conseguir obter êxito. Cito como exemplo a Cãoterapia, que estamos tentando conseguir implementar essa terapia há 8 anos e só agora que o executivo abraçou a ideia. A intenção é dar início ainda este ano, começando pela APAE.

Outro aspecto importante da minha atuação é a experiência e conhecimento dos trâmites internos administrativos e legislativos, os quais acumulei durante esses 19 anos no exercício no legislativo municipal. Esse conhecimento me permite evitar desgastes desnecessários e atuar de modo a contemplar as demandas da população, atuar em favor do bem comum e cumprir, com excelência, o meu papel como vereadora em Araraquara.

Um ponto que merece maior atenção da minha parte é a divulgação das minhas ações e realizações aos cidadãos, porque, em muitas situações, as pessoas não ficam sabendo do nosso dia-a-dia e a nossa atuação cotidiana em favor da população acaba não sendo percebida.

Por que seu eleitor deveria votar em você novamente em 2020? E, porque outros eleitores deveriam apostar em você pela primeira vez?

Deve votar porque faço valer cada centavo que recebo de subsídio. Meu trabalho é focado na melhoria das condições de vida da população araraquarense, cumpro de maneira exemplar com os deveres e com aquilo que se espera de um bom vereador.

Estou no meu 5º mandato e as pessoas já sabem a forma que trabalho e que não utilizo a política para benefícios próprios. Nunca fiz promessas em ano eleitoral, porque sempre soube que para conquistar benefícios à população não depende apenas de mim. Ninguém faz nada sozinho, daí a importância de correr atrás de parcerias, seja dentro ou fora do legislativo.

Tenho conseguido também trazer para Araraquara emendas parlamentares estaduais e federais que não estavam previstas no orçamento municipal e que colaboram para investimentos que melhoram a vida das pessoas.

Cumpro com o meu papel de acompanhar e fiscalizar a elaboração e a execução do Orçamento Municipal, tanto é que neste ano apresentei 10 emendas ao projeto de lei, que totalizam mais de R$ 800 mil, em favor dos animais, idosos e das pessoas que necessitam de políticas públicas habitacionais.

Para quem não acompanhou meu trabalho nesses anos, sugiro que acesse nosso site e redes sociais para conhecer as propostas e ações que realizamos.

Você acha que com o fim das coligações nas chapas para vereadores, os partidos pequenos terão mais dificuldade para eleger alguém em 2020?

“Sim, terão mais dificuldades, mas tudo irá depender do trabalho realizado pelo partido e pelas pessoas que pretendem se candidatar. Pessoas competentes e éticas, com um bom histórico e boas propostas podem superar essas dificuldades”.

Mensagem à população 

“Estamos nos aproximando do ano eleitoral e daqui para frente, o nível dos posts em redes sociais e das discussões, infelizmente, não será o mais alto.

Quero muito que a população não se deixe levar pelos comentários muitas vezes maldosos, que buscam apenas denegrir a imagem das pessoas.

A politica está em descrédito devido a existência de tantos casos de corrupção, mas penso que não devemos generalizar. Penso que o corrupto deve ser punido, mas não podemos desistir da politica, que é um instrumento de transformação e de conquista.

A população tem o poder nas mãos e deve fiscalizar e cobrar seus direitos, mas, além disso, colaborar com os governantes para que tenhamos uma cidade cada vez melhor para se viver”, finalizou.