Jé Mariano: Influencer com conteúdo

630

Ariane Padovani

A digital influencer e consultora de imagem Jéssica Mariano, de 31 anos, não é só mais uma celebridade da internet pegando onda na “moda da vez”. Nascida em Boa Esperança, formada em pedagogia pela Unesp e concursada, Jé, como gosta de ser chamada, sabe o que quer e o que precisa fazer para chegar lá.

Com o bordão “Bom dia, minhas fias”, já conquistou 120 mil seguidores no Instagram e quase 30 parceiros de negócios. Sua conta na rede social está recheada de fotos de seus trabalhos, stories de sua rotina e mensagens de motivação e gratidão que ela garante realmente aplicar em seu dia a dia. “É algo que eu trabalho, que eu pratico. É claro que não tem como a gente estar 100% todos os dias, porque mistura muito o trabalho com a vida pessoal .Todo mundo tem problemas”, afirmou a influencer.

Foco

Lecionando para o 4º ano em Boa Esperança, Jé também vendia roupas Plus Size através de sua loja virtual ‘Espaço Jess’ e foi com os questionamentos das clientes que teve a ideia de ir para o Instagram. “Como eu emagreci 20 quilos, as meninas queriam saber como era a minha dieta, então nós criamos um grupo junto com o meu perfil do Jé Mariano, que antes se chamava Espaço Jess. E no Jé Mariano eu dava dicas de emagrecimento, roupas e maquiagens, daí foram surgindo alguns parceiros, eles tiveram interesse de divulgar o produto deles através do meu conteúdo, fomos fechando parcerias, até que virou um Instagram de Digital Influencer”, relembrou a professora, que pretende abrir mão das aulas para se dedicar ainda mais à nova profissão, assim como fez com a faculdade de Direito, que trancou no início do ano. “Tem uma frase do Fernando Pessoa que diz “Para ser grande, ser inteiro. Põe quanto és no mínimo que fazes”. Não dá para fazer as duas coisas, não vou ser boa professora nem boa blogueira, então eu preciso focar. As minhas crianças não merecem me ter pela metade. Não posso fazer isso com elas nem com o meu trabalho”, argumentou.

Ela conta que aprendeu com a mãe a ver a vida de maneira positiva e não se deixou abater nem mesmo quando ficou viúva aos 25 anos. “Eu pensava o que isso queria dizer para mim e para minha vida, daí teve um dia que eu falei que não sabia o que queria dizer, mas uma coisa eu sabia: eu não ia ser infeliz, não ia ser uma pessoa triste, eu não me permito ser triste. Eu sou uma pessoa que, se estou com um problema, digo para pensarmos no problema depois, agora vamos viver. Eu sou assim”, confessou a influencer.

Sem curtidas

Recentemente o Instagram retirou a visibilidade do número de curtidas dos perfis, o que deixou muitos influenciadores preocupados, já que eles fecham parcerias com as marcas pela quantidade de likes que recebem, mas Jé garante que a mudança não afetou seu trabalho. “As lojas observam as curtidas, mas eu procuro trabalhar o engajamento, porque é melhor eu ter mil curtidas em uma foto de uma roupa e 500 pessoas irem atrás da loja para seguir, interagir ou consumir do que 10 mil em uma foto de biquíni em que provavelmente a maioria que curtiu foi formada por homens. O que eu prezo é o engajamento, falar a linguagem do meu público, falar o que eles querem ouvir. Acho que esse é o retorno maior”, assegurou Jé.

Trabalhando há apenas dois anos como influencer, Jé já tem a tranquilidade de poder escolher as marcas com quem quer fechar parcerias. “Às vezes a pessoa acha que você só quer ganhar coisas e não entende que esse é um trabalho pontual. Pela quantidade de trabalho que eu tenho agora, eu busco o meu nicho. Por exemplo, uma loja Plus Size ou uma de roupas mais sensuais e casuais são o meu nicho. Eu não vou entrar em uma loja gótica, que não é meu estilo e provavelmente não vou usar no dia a dia, e é isso o que faz a diferença, como eu já tenho uma quantidade significativa de parceiros, eu procuro manter a qualidade, trabalhar bem para eles”, objetivou a consultora.

 

Projeto Jess Mídia

Em parceria com o namorado, o empresário Douglas Berzins, Jé está lançando o ‘Jess Mídia’, projeto de gestão de mídias sociais. “Nós estamos com esse projeto de auxiliar tanto as empresas que não entendem de Instagram quanto os influenciadores que estão começando agora. A gente precisa desse retorno, porque eu vou divulgar o que tem na loja, mas eu não consigo mostrar 50 peças no dia que eu vou. A ideia é ser uma agência de influenciadores. A gente quer ajudar com a nossa experiência, agregar”, revelou Jé.

Contate a Jé Marino pelo @jess.media