Ferroviária é bicampeã do Brasileirão Feminino!

61

Carlos André de Souza

 

Em jogo realizado na tarde deste domingo (29) no Estádio do Parque São Jorge, em São Paulo, a Ferroviária empatou por 0 a 0 com o Corinthians. Como o primeiro jogo, em Araraquara, terminou com o placar de 1 a 1, a decisão foi para os pênaltis, onde o time araraquarense levou a melhor por 4 a 2.

O grande destaque da equipe na competição foi a goleira Luciana, que já havia se destacado nos jogos anteriores do mata-mata, onde a equipe eliminou o Santos e o Kindermann-SC nos pênaltis. Dessa vez, além de evitar os gols do Corinthians durante o jogo, a goleira brilhou ao defender uma cobrança na decisão por pênaltis, além de ver outra cobrnaça ir para fora. Luana, Aline Milene, Andréia Rosa e Géssica converteram suas cobranças e a equipe levantou a taça diante de uma Fazendinha lotada.
Esse foi o segundo título do Brasileiro conquistado pela Ferroviária, que já havia atingido essa façanha em 2014.

O time, que será recebido com festa em Araraquara, volta agora suas atenções para a Libertadores Feminina, que será disputada em novembro no Equador.

 

Campanha

Na primeira fase, a equipe comanda por Tatiele Silveira terminou na sétima colocação, a penúltima vaga na classificação para a segunda fase. Nas quartas de final, eliminou o Santos, nas penalidades. Na etapa seguinte, de novo uma vaga decidida nos pênaltis. Contra o Kindermann, a Ferroviária conseguiu a tão sonhada vaga na final. No Brasileiro Feminino A1 são sete vitórias, nove empates e cinco derrotas. O time balançou a rede 27 vezes e sofreu 14 gols.

Hegemonia paulista

Das sete edições disputadas, seis foram vencidas por clubes do Estado de São Paulo. Centro Olímpico (2013), Ferroviária (2014 e 2019), Rio Preto (2015), Santos (2017) e Corinthians (2018) foram os clubes que levantaram o troféu. Apenas o Flamengo, em 2016, quebrou a hegemonia paulista.

 

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 0 x 0 (2×4) FERROVIÁRIA
Local: Estádio do Parque São Jorge, em São Paulo.
Data/Horário: Domingo, 29 de setembro, 14 horas;
Arbitragem: Regildênia de Holanda Moura, auxiliada por Neuza Ines Back e Veridiana Contiliani Bisco;
Cartões amarelos: Juliete, Millene e Victória Albuquerque (Corinthians); Maglia (Ferroviária);
Gols:

CORINTHIANS – Letícia, Paulinha, Mimi, Pardal e Juliete; Erika (Ingrid), Gabi Zanotti e Tamires; Giovanna Crivelari (Grazi), Millene e Victória Albuquerque. Técnico: Arthur Elias.

FERROVIÁRIA – Luciana, Barrinha, Luana, Andreia Rosa e Géssica; Rafa Andrade, Maglia, Rafa Mineira e Aline Milene; Carol Tavares (Kamilla) e Adriane Nenê. Técnica: Tatiele Silveira.