Evento nas redes sociais da Prefeitura debate prevenção à dependência química

Programação de palestras vai até domingo (28) no Facebook e no YouTube do município; abertura, na segunda (22), teve presença do prefeito Edinho

17

O prefeito Edinho participou da abertura da 10ª Semana Municipal de Prevenção à Dependência Química, na noite de segunda-feira (22). Devido à pandemia da Covid-19, o evento está sendo feito de forma online, com debates e palestras sendo transmitidos no Facebook e no YouTube da Prefeitura de Araraquara.

A semana municipal é uma realização da Prefeitura e do Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas (CMSD), com programação até domingo (veja abaixo).

Na abertura do evento, o prefeito Edinho destacou que “a dependência química é uma das piores mazelas do século XX e do século XXI”.

“A Prefeitura de Araraquara investe cerca de R$ 720 mil ao ano para o tratamento de dependência química, com média de 80 pessoas atendidas em clínicas especializadas por mês. Se não enfrentamos a questão das drogas lícitas e ilícitas, não conseguiremos dar conta de outros problemas, como o tráfico de drogas, o crime organizado, a violência, a degradação das famílias. Boa parte da população em situação de rua é vítima da dependência química, por exemplo”, relatou.

Edinho ainda parabenizou toda a comissão organizadora. “É um importante espaço de debate das ações realizadas no município e um local de formulação de políticas públicas”, destacou.

O presidente do Conselho Municipal de Políticas Sobre Drogas, Matheus Caracho Nunes, enalteceu a importância do evento. “É uma semana de grande importância e relevância no contexto regional e nacional. É Araraquara, mais uma vez, destacando-se na elaboração de políticas inclusivas”, disse Matheus.

Logo após a abertura, o tema “Política de drogas e suas consequências para os usuários” foi debatido por Marcelo Tadeu Marin, professor assistente doutor na Unesp e doutor em Ciências Fisiológicas pela UFSCar, e por Marcelo Ribeiro de Araújo, psiquiatra, diretor de ensino da Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas (Uniad-Unifesp), diretor do Centro de Referência em Álcool, Tabaco e Outras Drogas (Cratod) e presidente do Coned (Conselho Estadual de Políticas sobre Drogas).

A semana municipal continuou nesta terça (23), com as palestras “Prevenção positiva necessita de ações concretas”, proferida por Bernadete Maciel, palestrante oficial da FEAE (Federação de Amor Exigente) e coordenadora nacional da Prevenção do Amor Exigente, e “Redução de Danos e Feminismo”, com Nêmara de Araújo Vianna, licenciada e bacharel em Ciências Sociais na Unesp, mestranda em Saúde Coletiva pela FCMSC-SP e experiência em pesquisa na área de Antropologia.

As lives da 10ª Semana Municipal de Prevenção à Dependência Química podem ser acompanhadas no Facebook (https://www.facebook.com/prefeituraararaquara) e no YouTube (https://www.youtube.com/prefeituradeararaquaraoficial).

Veja a sequência da programação, a partir de quarta-feira (24):

• Quarta-feira – 24/06
16h – Terapia ocupacional e consumo de Drogas

Carla Regina Silva: Professora do Curso de Terapia Ocupacional e do Programa de Pós-Graduação em Terapia Ocupacional da UFSCAR

• Quinta-feira – 25/06
16h – Modelos de dependência e suas implicações para o usuário

Silvia de Oliveira Santos Cazenave: Doutora em Toxicologia e Mestre em Análise Toxicológica FCF/USP; Especialista em Drogas de abuso com título conferido pela ONU, Professora titular de Toxicologia da PUC

• Sexta-feira – 26/06
16h – Redução de danos em época de Covid-19

Palestrante: Matheus Henrique Ramos: Cientista Social, Educador e Redutor de Danos pelo ResPire –RD

• Domingo – 28/06
20h – Encerramento cultural em parceria com o projeto “Cultura em Rede – Lives” da Prefeitura de Araraquara com show ao vivo do ‘Grupo Bora Sambá!?’