Edna Martins defende parcerias pelo emprego

“O município precisa dialogar com o governo do Estado, buscar investimentos e políticas de desenvolvimento, geração de negócios, renda e novas tecnologias”, afirma a candidata tucana

50

A presidente estadual do PSDB Mulher e candidata a vereadora em Araraquara, Edna Martins, defende uma forte conversão da política de desenvolvimento local de caráter empreendedor e gerador de emprego e renda como forma de superar a crise do Coronavírus.
Edna Martins ajudou a redigir a cartilha Bandeiras Eleitorais 2020 com as principais políticas defendidas pelas candidaturas femininas do PSDB no País. Entre as prioridades das vereadoras e prefeitas tucanas estão a defesa do trabalho e o desenvolvimento econômico.
“O município precisa dialogar com o governo do Estado, buscar investimentos e políticas de desenvolvimento, geração de negócios, renda e novas tecnologias”, afirma Edna Martins.
Ate julho deste ano, Edna Martins foi diretora do escritório de Desenvolvimento Regional de Araraquara. Durante a sua gestão e com apoio do secretário de Estado Marco Vinholi e do governador João Doria, a sede do escritório regional foi transferida para Araraquara.
Segundo estudos do PSDB Mulher, a participação feminina no mercado de trabalho brasileiro em 2016 representava 44% das vagas formais com tendência de crescimento contínuo. Essas profissionais, , entretanto, recebem em média 20% menos que os homens ocupando as mesmas funções.
A dupla jornada de trabalho, profissional e doméstica, também dificulta a dedicação das mulheres às suas carreiras. Dados do IBGE indicam que os afazeres domésticos consomem 18 horas por semana das mulheres, um tempo 73% maior do que o dos homens.
Para as candidaturas femininas do PSDB, o empreendedorismo é uma ferramenta importante de empoderamento e emancipação feminina. Pequenos arranjos locais, capacitação para vendas e uso de ferramentas digitais como o comércio digital podem levar as mulheres a explorar seus talentos e empreender dentro de casa.
Hoje, 9,3 milhões de mulheres estão dirigindo seus próprios negócios ou administrando empresas no Brasil. As mulheres estão a frente de 34% dos negócios no Brasil, e 48% dos microempreendedores individuais (MEI), dos quais 55% delas estão em casa. A crise do coronavírus também transformou o ambiente de trabalho para o homeoffice.
“Essa é uma oportunidade que exige a qualificação das mulheres para o trabalho virtual”, aponta Edna Martins. O PSDB Mulher defende a criação de Conselhos Municipais de Desenvolvimento Econômico para aconselhar as prefeituras, reconhecendo as organizações públicas e privadas que garantam o acesso das mulheres ao mercado de trabalho em condições de igualdade de cargos e salários.

Estado

Edna Martins ressalta ainda que as parcerias com o governo do estado podem ser estratégicas. Entidades como o InvestSP ajuda a prospectar novos investimentos; o Programa de Fomento ao Desenvolvimento Regional tem como foco a melhoria da competitividade e economia local, geração de emprego e renda; o Banco do Povo concede microcrédito mais acessível; e o São Paulo Criativo tem o foco em criatividade inovadora em áreas como moda, design, artes, gastronomia e marketing digital.
A secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico mantém programas como o Minha Chance e o Via Rápida para qualificação profissional do trabalhador que busca inserção no mercado de trabalho ou abertura de novos negócios. “São iniciativas que podemos lutar para trazer para Araraquara, melhorar o emprego e a renda”, destacou.
As redes de Incubadoras; Centros de Inovação Tecnológica; e Parques Tecnológicos também são programas do Estado são ambientes para desenvolvimento de novos produtos e negócios de alta tecnologia que podem contribuir para o desenvolvimento de Araraquara. Edna Martins trabalhou no desenvolvimento do projeto do Parque Tecnológico de Araraquara.