E-commerce paulista cresce 42,9%

30

O bom resultado obtido pelo com√©rcio eletr√īnico no √ļltimo trimestre do ano passado aumentou as expectativas de crescimento desse segmento para o ano de 2019. Segundo levantamento feito pelo N√ļcleo de Economia do Sincomercio Araraquara com base nos dados da Pesquisa Conjuntural do Com√©rcio Eletr√īnico para o Estado de S√£o Paulo (PCCE), o e-commerce paulista encerrou o quarto trimestre com faturamento real de R$5,87 bilh√Ķes, expans√£o de 42,9% em rela√ß√£o ao trimestre anterior. J√° na compara√ß√£o com o quarto trimestre de 2017, o aumento foi de 13,1%. No acumulado do ano de 2018 o total das vendas via com√©rcio eletr√īnicas foi 4,0% superior ao registrado em 2017. O n√ļmero de pedidos alcan√ßou 14,3 milh√Ķes, maior resultado desde o in√≠cio da s√©rie hist√≥ria de medi√ß√Ķes, iniciada em 2016, impulsionado principalmente pela gradual recupera√ß√£o econ√īmica, assim como pela ado√ß√£o de novas estrat√©gias por parte dos empres√°rios com objetivo de aumentar a sa√≠da de bens semidur√°veis e n√£o dur√°veis, que ainda representam uma parcela menor do faturamento (27,6%) em compara√ß√£o com os bens dur√°veis, que corresponde a 72,4% da receita obtida em 2018.

Outra iniciativa que est√° sendo utilizada pelas empresas para atrair mais clientes √© o investimento em marketing digital, com objetivo de ampliar a visibilidade da marca e ampliar as vendas no interior do Estado, onde h√° grande potencial de expans√£o para o varejo online ‚Äď √≥tima oportunidade para varejistas de pequeno e m√©dio porte na venda de bens n√£o dur√°veis. Em √Ęmbito nacional, o com√©rcio eletr√īnico cresceu em 2018 e atingiu o faturamento de R$53,2 bilh√Ķes ‚Äď alta de 12% no contraponto com 2017. O n√ļmero de pedidos realizados aumentou 10% no √ļltimo ano, atingindo o total de 123 milh√Ķes de compras efetuadas. As facilidades promovidas pelas compras online, seja a economia de tempo e facilidade de cota√ß√£o de pre√ßos, at√© a possibilidade de encontrar pre√ßos mais baixos tem motivado o consumidor a comprar nesse meio.

Para 2019, a previs√£o √© de que o com√©rcio eletr√īnico nacional aumente em 15% as vendas, totalizando R$61,2 bilh√Ķes. O perfil de consumo tamb√©m deve seguir mudando, elevando-se o n√ļmero de pedidos e diminuindo o valor m√©dio por pedido. A entrada de novos consumidores √© justificada pela amplia√ß√£o do mercado de dispositivos m√≥veis e dos servi√ßos de internet, al√©m da progressiva migra√ß√£o do varejo off-line para o online.