Confira os detalhes do novo investimento da Ferroviária

476

Carlos André de Souza

Esta foi uma semana histórica para a Ferroviária. Na última terça-feira (19), em reunião realizada na sede do clube na Fonte Luminosa, o Conselho Administrativo da Ferroviária aprovou por unanimidade a entrada do novo grupo investidor, a MS Sports, que adquiriu 49% das ações do clube-empresa e passa a ser a gestora do futebol afeano.

O grupo investidor já havia anunciado sua chegada na semana passada, quando emitiu uma nota que foi divulgada no site oficial da Ferroviária. Segundo informado pela própria MS Sports, o objetivo principal é de colocar a Ferroviária na elite do futebol brasileiro dentro de um período de cinco anos. Além disso, o grupo também investiria na estrutura das equipes – profissional, feminina e categorias de base – e teria foco na revelação de talentos.

O nome forte por trás do novo grupo investidor seria Saul Klein, que é filho do falecido Samuel Klein, fundador das Casas Bahia. O empresário investiu por mais de 20 anos no São Caetano – onde especula-se que chegou a injetar R$ 500 milhões – , porém neste ano decidiu romper a parceria por divergências com a diretoria do Azulão, que na semana passada sagrou-se campeão da Copa Paulista, mas convive com dívidas e atrasos salariais. A MS Sports chegou a sondar o Santo André, porém a negociação não teria avançado por pendências financeiras. O Comercial também foi outro clube especulado, mas a gestão administrativa da Ferroviária atraiu o investidor.

Klein, no entanto, não costuma ‘aparecer’ e é visto como uma pessoa reservada, que costuma evitar entrevistas na imprensa. Na reunião de terça, o projeto foi apresentado aos acionistas por Marcelo Teixeira, que por muito tempo comandou as categorias de base do Fluminense e responsável pela revelação de diversos talentos para o futebol brasileiro e europeu. Teixeira deve ser o ‘elo de ligação’ de Klein com a Ferroviária e deve acompanhar de perto o cotidiano do clube. Além dele, o empresário Giuliano Bertolucci, um dos maiores nomes que envolvem negociação de atletas no futebol europeu, também estaria à frente do projeto que visa fortalecer as categorias de base da Ferroviária.

Presidente empolgado

Em entrevista concedida aos Campeões da Bola da Rádio Cultura, o presidente da Ferroviária, Carlos Alberto Salmazo, se mostrou empolgado com a nova fase que está por vir com o novo investimento. “Depois da fundação, depois daquelas campanhas memoráveis dos anos 60, 70 e 80 e da transformação em clube-empresa, temos agora um momento importantíssimo na vida da Ferroviária. A gente recebe com muita satisfação um novo investidor, um investidor de porte, com vida muito longa no futebol. As expectativas são muito boas para nós”, disse o presidente.

Próximos passos

Após a aprovação do Conselho Administrativo, será realizada nas próximas semanas uma reunião com os acionistas, já com o representante da MS Sports ocupando seu lugar na mesa. Nesse encontro serão redigidos os últimos detalhes do contrato. Após essa etapa da negociação, o grupo investidor se reunirá com o diretor de futebol Roque Júnior, que apresentará as necessidades do clube no processo de formação do elenco. Roque Júnior já negocia com vários nomes ainda não revelados, porém a montagem do grupo que iniciará a temporada 2020 dependerá do valor injetado pelo grupo investidor.

Elenco do Paulistão

Independente do investimento, a Ferroviária já conta com o retorno de atletas que disputam as séries A e B do Brasileiro, embora alguns deles parecem ficar cada vez mais longe da Locomotiva. Um desses casos é o goleiro Tadeu, um dos destaques do Brasileirão pelo Goiás. Ele se adaptou à capital goiana e já declarou sua vontade de permanecer no clube esmeraldino. O goleiro, inclusive, já é sondado por outros clubes da elite nacional, como o Grêmio e o Bragantino/Red Bull. O atacante Felipe Ferreira, que se destacou na Série B pelo CRB e que agora defende o Vasco, também pode ter seu direito de compra exercido pelo clube carioca.

Os outros atletas emprestados que devem voltar, porém ainda sem presença certa no estadual, são os zagueiros Elton (São Bento), Patrick (Vila Nova) e Rayan (Bragantino), o lateral Diogo Mateus (Coritiba), os meio-campistas Higor Meritão (Botafogo de Ribeirão Preto), Tony (Figueirense), Fellipe Matheus (Figueirense) e Léo Artur (Sport Recife), e os atacantes Uilliam (Operário Ferroviário), Lucas Douglas (Desportivo Brasil) e Hygor (Paysandu).

Carlos Salmazo afirma que o novo aporte financeiro permitirá à Ferroviária contratar atletas para a temporada toda e não apenas para o Paulistão, fator que será determinante na briga pelo acesso na Série D do Campeonato Brasileiro. “A ideia é ter contratos a longo prazo, de um ou dois anos, para esses atletas, ao final do Paulistão, estarem prontos para a disputa da Série D. Coincidiu de a Série D estar com uma nova regulamentação, que a fará avançar por todo o segundo semestre. O jogador que chega sabe que receberá em dia, tratará de premiação, produtividade, tudo será colocado em contrato e cumprido com rigor”, explica o presidente.

Não deixará Araraquara

Carlos Salmazo também faz questão de esclarecer uma das principais preocupações dos torcedores afeanos, que é a possibilidade de a Ferroviária deixar Araraquara. “Essa preocupação do torcedor é pertinente, mas esse grupo vem para investir em Araraquara, não só na Ferroviária. Vai investir em centro de treinamento, construção de academia, alojamento para categorias de base, vai disponibilizar recursos financeiros para estruturar a Ferroviária e isso é imediato. Tudo isso faz parte do planejamento. Quem vai gastar e investir tudo isso, vai ir embora daqui? Não faz sentido. Vamos conversar tudo isso, mas não temos a menor preocupação”, afirmou o presidente.

Futebol feminino

Salmazo também destacou que o futebol feminino também integra o novo planejamento. “Haverá um orçamento, por parte do investidor, para o futebol feminino. Mas no feminino, por sua condição de um dos principais times do Brasil, os patrocínios também estão chegando e temos uma expectativa muito importante. As renovações já estão acontecendo e as atletas e comissão técnica estão entendendo o momento importante e entendendo que teremos um orçamento para o ano de 2020 que dará uma estrutura importante para a equipe”, garantiu o presidente. Em 2020, a Ferroviária disputará o Campeonato Paulista, Campeonato Brasileiro também a Copa Libertadores da América.

Participação do prefeito

Carlos Salmazo falou também sobre a importância da participação do prefeito Edinho Silva na busca por apoio à Ferroviária. “A gente sente, nas conversas que temos, o quanto é importante a atuação do prefeito Edinho nas coisas da Ferroviária. Ele não perde um jogo, sabe de atletas, sabe de jogador, sempre perguntando para nós sobre contusão, sobre detalhes. Ele gosta muito, tem seus contatos e posso dizer que o Edinho é o grande patrono desse modelo de Ferroviária S/A. Isso não é novidade para ninguém, ele pensou nisso em seu primeiro mandato como prefeito e isso vem dando resultados positivos. A Ferroviária sente essa retaguarda e esse respaldo importante do poder público”, completou o presidente.