Cidade oferta políticas sociais para população em situação de rua

32

A crise econômica vivida pelo País e a localização geográfica de Araraquara levam a Prefeitura a fortaleceras politicas sociais com foco na população em situação de rua. Na cidade, são atendidas atualmente pela rede socio assistencial cerca de 150 pessoas, cuja maioria é do sexo masculino e tem entre 29 e 50 anos de idade. Grande parteapresenta perfil de uso abusivo de substâncias psicoativas, está desempregada e presente em diversos bairros da cidade.

A secretária municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, Jacqueline Barbosa, relatou que existe uma política social de atendimento a essa população em situação de rua,implementada em âmbito nacional com atendimentos nas áreas de saúde, educação,segurança pública e habitação. “O foco principal é por uma ação intersetorial mais efetiva, já que a demanda é complexa e por isso vai além da política social”, enfatizou.

Jacqueline também citou a Casa Transitória que oferece serviço de acolhimento para quem aceita ser acolhido e, especialmente, a equipe do Serviço Especializado de Abordagem Social (SEAS), que atua diariamente, inclusive nos finais de semana,interligando os demais serviços.

“Quando encontramos uma pessoa em situação de rua entendemos que ela já rompeu com várias conexões na vida. Por isso está no seu limite, o que demanda tempo para que ela possa aceitar o acolhimento, explicou a secretária.

Jacqueline acrescentou ser preciso que a população entenda que a política de assistência social trabalha pelo convencimento, no restabelecimento de vínculos, até a pessoa aceitar a ir para uma casa de acolhimento ou centro de referência.

Ela também destacou os serviços não públicos, que atuam em parceria com a Prefeitura nessas ações, comas entidades socio assistenciais São Pio e Sacrário do Amor, além de grupos de ações solidárias, que fornecem alimentos, entre outros serviços.

“Enfim, há uma grande rede de atendimento a essa população em Araraquara”, resumiu Jacqueline Barbosa, para quem a localização de Araraquara (na região central do Estado de São Paulo) favorece a passagem de pessoas de outras cidades.

Deslocamento

Por isso, também de acordo com a secretária, existem casos de famílias que se deslocam de um município a outro e passando por Araraquara, por conta dessa localização geográfica.

“Temos trabalhado o estabelecimento de um protocolo regional de atendimento com outras prefeituras do entorno de Araraquara em relação a essas famílias em trânsito para que elas possam seguir para seus destinos desejados”, exemplificou.

Jaqueline ainda afirmou que população de Araraquara também pode colaborar com ações de acolhimento à população de rua acionando a equipe do SEAS. O telefone para contato é o3336-7510.