Cidade é condenada a pagar multa por morte de empresária no Botânico

181
A empresária foi morta no interior do Bosque do Botânico
A empresária foi morta no interior do Bosque do Botânico

A cidade de Araraquara foi condenada a pagar R$ 200 mil à família da Tereza Lúcia Coli Margiotti, que foi morta em setembro de 2016, no Parque Botânico em Araraquara.

A decisão veio da 1° Vara da Fazenda Pública, porém o caso está em segredo de justiça, mas a decisão acabou vazando e algumas pessoas comentaram sobre o caso. Segundo informações, a condenação foi decretada devido à omissão por parte da Prefeitura Municipal de Araraquara com relação aos cuidados básicos de segurança.

O bosque do Botânico tem vigilância da Guarda Civil Municipal, mas no momento do crime não havia nenhuma equipe no local.

Relembre o crime

A empresária Tereza Margioti, de 59 anos, foi encontrada morta na tarde do dia 30 de setembro de 2016, no bosque do Jardim Botânico, em Araraquara. Ela foi assassinada com requintes de crueldade.

O corpo da empresária foi encontrado por volta de 15h30, por um idoso, de 65 anos, que passava pelo local. Ele estava levando ração para os gatos que moram no parque e, quando percebeu que os animais não se aproximavam, caminhou pelas árvores e se deparou com o corpo. Tereza estava nua, amarrada e sem os olhos, além de apresentar furos nos braços e parte da testa estava cortada.

O autor do homicídio foi preso no mesmo dia e morreu enforcado pouco tempo depois em um presídio da cidade de Avaré.