Bolsonaro responsabiliza governadores e prefeitos por combate à covid-19

"forças nada ocultas" tentam deslegitimá-lo e atrapalhar a governança

43

O presidente Jair Bolsonaro usou o Twitter ontem (8) para rebater críticas sobre condução das medidas de combate ao novo coronavírus e tentar passar a responsabilidade das ações para prefeitos e governadores. Na rede social, ele afirmou que “forças nada ocultas” tentam deslegitimá-lo e atrapalhar a governança. Neste domingo, dia 7, o Brasil registrou quase 700 mil casos de covid-19 e 36,4 mil mortes decorrentes da doença.

“Ao lado disso forças nada ocultas, apoiadas por parte da mídia, açoitam o presidente da República das mais variadas formas para deslegitimá-lo ou atrapalhar a governança. Com fé em Deus e no povo seguirei meu destino de melhor servir ao meu País”, diz Bolsonaro na mensagem.

Abertamente contrário ao isolamento social, Bolsonaro afirmou que as medidas de combate à pandemia são determinadas por governadores e prefeitos, em nova tentativa de se isentar da responsabilidade das ações tomadas. Na semana passada, o Brasil foi citado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, como “mau exemplo” na condução da pandemia.

“Lembro à Nação que, por decisão do STF, as ações de combate à pandemia (fechamento do comércio e quarentena, p.ex.) ficaram sob total responsabilidade dos Governadores e dos Prefeitos”, escreveu o presidente Bolsonaro nesta segunda. Ele também relembrou que o governo liberou o auxílio emergencial de R$ 600 a trabalhadores informais, além de ter alocado recursos para medidas de combate ao desemprego.