Basquete de Araraquara se revolta com decisão da Federação Paulista

48

Texto: Carlos André de Souza
Foto: Helter Torres/ABA

Uma decisão divulgada pela Federação Paulista de Basquetebol (FPB) causou a revolta de elenco, comissão técnica e diretoria da Associação de Basquetebol de Araraquara (ABA), que viu sua equipe ser eliminada de forma polêmica do Campeonato Paulista Sub-19 de Basquete Masculino.

O time araraquarense foi à quadra pela última rodada da fase classificatória na terça-feira (22), quando superou São Caetano por 79 a 62, resultado que fez a equipe comemorar a classificação em oitavo lugar, posição que faria o time ter pela frente o líder Pinheiros nos playoffs, que serão disputados em melhor de três jogos. Na quarta- feira, no entanto, os araraquarenses foram surpreendidos com a inclusão do Corinthians na posição de oitavo colocado, e a ABA/Fundesport fora da zona de classificação.

Vale destacar que dentro da tabela de classificação do estadual, Jundiaí, ABA/Fundesport e Corinthians empataram em pontos ganhos e números de vitórias. O primeiro critério de desempate a ser utilizado seria o número de pontos ganhos nos jogos realizados entre as equipes empatadas, mas segundo a ABA, esse critério não foi utilizado.

Nos confrontos entre os três times, Jundiaí obteve três vitórias, sendo duas contra o Corinthians e uma contra a ABA/Fundesport. A ABA conquistou duas vitórias, sendo uma contra Jundiaí e outra contra o Corinthians, enquanto o clube alvinegro conquistou apenas uma vitória diante da ABA/Fundesport no Ginásio do Parque São Jorge.

A diretoria da ABA afirma que trabalhou por meios legais para reverter a decisão dos dirigentes da FPB, mas não obteve sucesso. “Ficamos sabendo que após a última rodada, o Corinthians, pelos investimentos que tem e outros motivos que não sabemos, estava pressionando a Federação, que não poderia ficar fora dos playoffs. Para nosso espanto, a Federação nos tirou da oitava colocação, que dava o direito de jogar os playoffs, e incluiu o Corinthians. Consultamos advogados desportivos, outras equipes e até mesmo profissionais da Liga Nacional de Basquete (NBB) e palavra é a mesma: Araraquara tem o direito, adquirido na quadra, em jogar os playoffs, segundo o próprio regulamento em seu Artigo 83”, explicou Eduardo Di Pói, diretor esportivo da ABA. “Infelizmente isso é mais uma mancha para nosso basquete e para a entidade maior que organiza o basquete em nosso estado”, completou Di Pói.

Os playoffs ainda não tiveram suas datas e horários divulgados pela Federação Paulista de Futebol (FPB).