Araraquara integra novo modelo de monitoramento de casos de Covid-19 lançado pelo Governo de SP

Município é um dos primeiros a utilizar plataforma tecnológica criada para integrar sistema de informação e padronizar protocolos

46

Araraquara é uma das três primeiras cidades paulistas inseridas pelo Governo do Estado de São Paulo na sua nova estratégia de monitoramento de infectados pelo novo Coronavírus.

Conforme anunciado nesta quinta-feira (9), o Governo do Estado vai aprimorar o rastreamento de casos positivados e seus contatos, através de uma plataforma tecnológica que centraliza o sistema de informação e padroniza os protocolos. O objetivo é promover o isolamento dos positivados e dos seus contatos.

Dessa forma, os protocolos passam a ser mais abrangentes e as pessoas que tiveram contato com casos comprovados por pelo menos 15 minutos, nos últimos 14 dias, passarão a ter o isolamento requerido. Até então, o isolamento era sugerido apenas a residentes dos domicílios onde casos foram comprovados.

As equipes da Vigilância Epidemiológica e da Atenção Básica de Araraquara, que já aplicam um protocolo de monitoramento dos infectados e de seus comunicantes desde os primeiros casos confirmados, vão poder contar com esse apoio adicional.

Neste primeiro momento, além de Araraquara, o sistema passa a ser aplicado também em Bauru e São Bernardo do Campo, mas o objetivo é que 100 municípios participem do projeto até o início do próximo mês e que todos os 645 municípios do estado estejam integrados ao novo sistema até o final de agosto.

“Araraquara foi inserida neste projeto piloto, porque já realiza o monitoramento de positivados e comunicantes. Recentemente, reforçamos a equipe médica para tele consulta e os contatos com os pacientes passaram a ser feitos a cada 24 horas, inclusive aos sábados e domingos. Quando é identificado um paciente com piora no caso clínico, há a indicação para que ele procure a UPA da Vila Xavier ou há o deslocamento  do médico para realizar a visita domiciliar. Além disso, temos uma taxa alta de testagem”, destaca Fabiana Araújo, enfermeira sanitarista da Vigilância Epidemiológica. “Os responsáveis pela criação dessa plataforma conheceram o nosso trabalho antes do desenvolvimento do modelo que vamos utilizar”, completa ela.

Essa etapa do enfrentamento da Covid-19 é apontada pelo Governo do Estado de São Paulo como estratégia fundamental para a eficácia dos programas de gestão da pandemia e retomada de atividades econômicas.

Para a secretária municipal da Saúde, Eliana Honain, a plataforma é um reforço importante, porque facilita o intenso trabalho de monitoramento realizado no município pelas equipes de bloqueio da Vigilância Epidemiológica e da Atenção Básica.

“Estamos com a taxa de testagem alta e o trabalho de monitoramento intensificado, o que nos propicia o isolamento dos positivados e o bloqueio da transmissão da doença. Essa estratégia, aliada à internação preventiva, tem sido fundamental no enfrentamento da Covid-19. A plataforma do Governo do Estado realmente chega para nos auxiliar nesse processo e é um reconhecimento do nosso esforço. Vamos continuar trabalhando”, conclui Eliana Honain, secretária municipal da Saúde.