Vilma Scarpini lança ‘Jardim de poesias: cultivando flores’

86

Célia Pires (Colaboração)

Ao falar de seu primeiro livro que será lançado no dia 4 de outubro, das 20 às 22 horas, na Biblioteca Municipal Mário de Andrade, Vilma Teresa Scarpini fala como se tivesse em mãos um sonho realizado. São escritos surgidos do âmago do seu coração, da dor e do amor que permeiam a sua trajetória.

Para ela, a obra remete à infância e, com ela, momentos de pura alegria, quando ouvia das professoras que tinha talento e vocação para as letras. “Uma das pessoas que gostaria que estivesse no lançamento desse meu primeiro livro é a saudosa professora Diva Arruda Camargo, professora de português, que estimulava, uma pequena aluna a acreditar e aceitar que de fato tinha facilidade para escrever poemas, decorar, fazer rimas.

E Vilma escreveu e escreveu, mas a vida, muitas vezes sofrida, fez com que durante muitos anos seus poemas ficassem adormecidos para se transforem no livro que intitulou de ‘Jardim de Poesias – Cultivando Versos Reais’.

E esse livro substitui um outro chamado ‘Milagres do Arco-Íris’, onde conta toda a sua vida. Relata como ela ainda jovem perdeu o marido de 33 anos, vítima de uma bala que ceifou a vida do mesmo e as esperanças de Vilma, pois estava grávida de sete meses de Elesiane e com um filho de 10 anos, o Elesio Jr. “Meu marido foi tentar a vida na capital. Falou com Silvio Santos, que o contratou para ser chefe de uma equipe que vendia carnês do Baú da Felicidade. Mas poucos dias depois que já estava em São Paulo foi tragicamente atingido por uma bala. Perdi o homem que amava, belo, cujo apelido era Sarrafo. Com ele a vida não era fácil, mas sem ele tornou-se triste e difícil. Tive que me reconstruir”.

Quando estava para lançar a história de sua vida, Vilma teve uma revelação. “Uma pessoa com uma veste resplandente me apareceu em sonho pedindo para que eu não desnudasse o sofrimento que viveu, que deveria superá-lo”.

Assim, o sonho de lançar um livro foi adiado. “Minha filha Elesiane foi fundamental no lançamento dessa minha nova obra. Ela me ajudou em tudo. Pediu para que eu lançasse um livro de poemas, que mostrasse o lado bonito do meu jardim e não os espinhos. Assim surgiu o ‘Jardim de Poesias”.

Vilma tem o dom de transformar a realidade em contos e poesias. “Ver o livro publicado é muita emoção”, revela a escritora. No dia do lançamento, o livro que sai pela Editora Empório Inventivo, estará sendo comercializado. O investimento é de R$ 30.

 

Um pouco sobre a autora

Vilma Teresa Scarpini nasceu em Araraquara no dia 10 de outubro de 1950. Coincidência ou não, o livro será lançado no mesmo do seu aniversário e na biblioteca cujo nome homenageia o escritor que escolheu como patrona na Academia de Letras de Araraquara. É membro da Associação dos Escritores de Araraquara e membro da AAL, Academia Araraquarense de Letras, tendo Mário de Andrade como patrono.

Vilma agradece pela edição do livro, primeiro a Deus pela vida e pelo dom das palavras. A seus pais Bento e Antônia (in memoriam), ao saudoso marido Elesio. Dedica o livro a seu filho Junior, à nora Fabiana e aos netos Nicole Julie; à filha Elesiane, seu marido Danilo e ao neto João Pedro.

No livro, homenageia seu ilustre padrinho nas artes, Sr. Dario Gonçalves da Silva, Aparecida Aguiar, presidente da AEAr e autora do Hino à Araraquara e fundadora da AAL, além de Selma Salum Alves, que prefaciou o livro. A obra traz poemas, poesias culturais, de saudade; homenagem às profissões, contos e crônicas.