Semana Luís Antonio tem diversos artistas da cidade nesta quarta (09)

Artistas de diferentes gerações participam nas cenas antigas da Semana apresentadas em vídeo, além de artistas contemporâneos que trazem “Filisteus Vulgaris” e “A Segunda Morte de Luís Antonio”

20

A quarta-feira, 09 de setembro, da 32ª Semana Luís Antonio Martinez Corrêa começa às 17 horas trazendo à baila recordações de diversas edições do evento, com “Tempo e afeto: cenas de antigas SLAMCs”; à noite a programação segue com: a  Cena Curta “Filisteus Vulgaris”, com Eleonora Ducerisier e Tiago Rosin (20h); e a leitura dramática “A Segunda Morte de Luís Antonio”, com Jair A. Alves, Débora Stter e André Peres (20h30).

A programação em formato digital segue até 12 de setembro no canal da Prefeitura de Araraquara no Youtube (www.youtube.com/prefeituraoficialdeararaquara) ou pelos links disponibilizados nas suas redes sociais. “O palco em casa: tempo e afeto” é o tema da Semana Luís Antonio nesta edição que tem a curadoria de Flávia Marquetti.

A curadora conta que “Tempo e afeto: cenas de antigas SLAMCs” resgata a memória do fazer artístico e dos movimentos pró-cultura de Araraquara, que deram origem à Semana Luís Antonio.

“É uma forma de homenagear a todos aqueles que passaram pelos palcos e praças e espaços alternativos levando sua arte e lutando para que hoje tenhamos um maior reconhecimento do fazer artístico na cidade e a consolidação da Semana Luís Antônio, como um dos grandes momentos para a apresentação da produção teatral da cidade e a troca com grupos vindos de fora”.

Os vídeos resgatados são registros amadores, gravados ainda no formato em VHS e, por isso, são imagens históricas, que marcam momentos importantes da cultura em Araraquara. Os primeiros vídeos apresentam intervenções artísticas realizadas na 1ª Semana Luiz Antonio Martinez Correa. “Era comum nas intervenções a mescla de linguagens, como o teatro e a dança integrados, ou a união de bailarinos de diversas academias em uma só coreografia”, comenta Flávia. Um dos vídeos, gravado durante a 4ª Semana Luiz Antonio, apresenta o espetáculo “Casamento No Teatro: Sarau do Pequeno Burguês”, concebido por Edna Portari a partir da peça “O casamento do pequeno burguês”, de Bertolt Brecht, e com músicas pesquisadas por Luís Antonio para o Theatro Musical Brasileiro, mas que não foram utilizadas no espetáculo.

A curadora lembra que no início da Semana Luís Antonio a grafia adotada para as semanas era: Semana LUIZ Antonio. “Com Z mesmo, pois estabelecia um trocadilho entre LUZ/ARTE para a cidade, luta do movimento pro-cultura e a pessoa do patrono da Casa da Cultura Luís Antonio, o grupo dirigido por Edna Portari recebeu o nome de: LU(I)Z NA CIDADE em função disso”, explica.

À noite, às 20 horas, a programação de quarta segue com a Cena Curta “Filisteus Vulgaris” homenageando Luís Antonio. Num diálogo crescente e mordaz, os atores Eleonora Ducerisier e Tiago Rosin apresentam uma crítica ao pensamento do pequeno burguês na releitura de “O Percevejo”, texto de Vladímir Maiakóvski.

Eleonora nessa montagem, também assina: direção, dramaturgia, cenografia, enquanto Tiago está à frente da direção de cena, edição de vídeo, áudio e trilha sonora.

A leitura dramática “A segunda morte de Luís Antonio” será efetuada na sequência, às 20h30, com classificação para 16 anos. A leitura dramatizada realizada pelo dramaturgo Jair A. Alves, pela atriz Debora Stter e o músico André Peres ilustra o que representa a “Segunda Morte de Luís Antonio”. O texto faz uma reflexão sobre a importância e que o significou a obra do teatrólogo e diretor Luís Antonio no panorama do teatro nacional, bem como para a cultura brasileira. A direção e o texto são de Jair A. Alves e Suely Pinheiro é a responsável pela assistência de direção.

Também, durante toda a Semana Luís Antonio, estão disponibilizadas duas fotonovelas no Facebook do Município de Araraquara: “A dor de Geni”, com Maria da Maré, e “Luís Antonio: florescer em ¼ de colagem”, com o grupo Quarteto em Do(r) Menor.

Em “A dor de Geni”, a atriz Maria da Maré lembra que Geni, conhecida pela aparição icônica na peça “Ópera do Malandro”, de Chico Buarque, com direção de Luís Antônio Martinez Corrêa, sempre foi uma travesti. O que ninguém nunca viu, ou pelo menos, nunca quis ver, era a dor que ela carregava. Na fotonovela, a atriz Maria da Maré usa o banheiro como palco e retrata a pele que rasga e o estômago que sente o que só uma travesti sabe. Ao tentar se adequar às expectativas, talvez, ela não seja piada e chacota diariamente.

Já “Luís Antônio: Florescer em 1/4 de colagem”, com o Grupo Quarteto em Do(r) Menor, apresenta uma história de Luís Antonio Martinez Corrêa adolescente e de seu quarto com uma parede adornada com colagens daquilo que ele mais gostava. Daniel Marcondes, Paula Marcondes, Rafael Muniz Pacchiega e Tânia Gomes Mendonça realizam um mergulho na juventude de Luís.

Confira as fichas técnicas dos vídeos “Tempo e afeto: cenas de antigas SLAMCs

Vídeo 1 – Intervenção teatro/dança – 1988 – 1ª Semanas Luiz Antônio

Local: lateral da Casa da Cultura Luís Antonio Martinez Corrêa, onde se encontra a banca de livros espíritas, que foi retirada nesse dia para as intervenções.

Ficha técnica

Música: Astor Piazzola – Libertango

Texto: colagem

Coreografia: Eda Maria e Leonardo Osni

Direção: Eda Maria e Leonardo Osni

Atores: Arlete Ramelo, Francisco de Carlo, Leandro Osni Zaniolo, Suselaine Zaniolo Macioli

Vídeo 2 – Intervenção de dança – 1988 – 1ª Semanas Luiz Antônio

Local: lateral da Casa da Cultura Luís Antonio Martinez Corrêa, onde se encontra a banca de livros espíritas, que foi retirada nesse dia para as intervenções.

Ficha técnica

Música: John Lennon – Imagine

Coreografia: Eda Maria e Leonardo Osni

Baliarina: Suselaine Zaniolo Macioli

Vídeo 3 – Intervenção de dança/vídeo – 1988 – 1ª Semanas Luiz Antônio

Local: lateral da Casa da Cultura Luís Antonio Martinez Corrêa, onde se encontra a banca de livros espíritas, que foi retirada nesse dia para as intervenções.

Ficha técnica

Música: Ennio Morricone – Gabriel Oboe

Coreografia: Eda Maria e Leonardo Osni

Bailarinos das academias Art Dance, Magali Ballet, Renata Crespi e Corpo Arte, compõem essa intervenção.

Solo: Magali Merola

Vídeo 4 – Casamento No Teatro: Sarau do Pequeno Burguês – 1991

4ª Semana Luiz Antonio

Local: Anfiteatro A – Unesp/ Araraquara

Grupo: Lu(i)z na cidade

Ficha Técnica

Direção e Concepção: Edna Portari

Direção musical: Edson Vargas

Piano: Suzi Mendes

Fotos: Chris Potiens

Figurino: Luz na Cidade

Cenário: Obra Criada – comunicação Visual Ltda

Iluminação: Gian Carlo C. Bortolotti

Produção executiva: João Batista T. Pereira

Texto – B. Brecht – O Casamento do pequeno burguês (adaptado)

Atores/cantores: Edson Vargas, Evelin Couvrad, Jussara Vargas, Maurílio de Freitas, Ricardo Portari e Sueli Vargas

Projeção de Slides: Edna Portari

Vídeo cedido por Ricardo Portari

SERVIÇO: 

32ª Semana Luís Antonio Martinez Corrêa 

Dia: quarta (09 de setembro)

Local: canal da Prefeitura de Araraquara no Youtube ou pelos links disponibilizados nas suas redes sociais

Programação: 

17h – “Tempo e afeto: cenas de antigas SLAMCs” (vídeo)

20h – Cena Curta – “Filisteus Vulgaris”

Direção, Dramaturgia e Atriz – Eleonora Ducerisier

Diretor de cena e editor de vídeo, Ator – Tiago Rosin

Classificação – Livre

20h30 – Leitura Dramática “A Segunda Morte de Luis Antonio”

Direção, texto – Jair A. Alves

Atores/Atriz – Jair A. Alves, Débora Stter e André Peres

Classificação – 16 anos

+ Fotonovelas: “A dor de Geni”, com Maria da Maré, e “Luís Antonio: florescer em ¼ de colagem”, com o grupo Quarteto em Do(r) Menor (local: Facebook do Município de Araraquara)