Programação cultural do aniversário de Araraquara tem início às 13h30

Festa digital segue até a noite com diversas atrações, entre lives e intervenções com artistas locais

41

O sábado é de comemoração em Araraquara pelos 203 anos! No dia 22 de agosto, a cidade celebra o seu aniversário com uma celebração digital, aberta para todos os moradores e amigos da cidade e com início às 13h30. A programação pode ser acompanhada pelo canal da Prefeitura de Araraquara no Youtube (www.youtube.com/prefeituradeararaquaraoficial) e pelo Facebook (@municipioAraraquara).

Música ao vivo e intervenções com artistas da cidade marcam a programação que teve início no último dia 18 e segue até domingo (23). Devido ao isolamento social causado pela pandemia do coronavírus, a programação dos 203 anos é inteiramente digital.

No aniversário da cidade, a festa de aniversário tem início com a música de Flor Morena e João Platino, às 13h30. João Platino é o nome artístico de Vicente, um verdadeiro formador de gerações de violeiros em Araraquara. A paixão pela música de raiz foi herdada pela filha Flor Morena (nome artístico de Jenifer) que, aos quatro anos de idade, foi presenteada para uma miniatura de viola. A partir dos 13 anos da menina eles formaram a dupla que desde então vem interpretando vários sucessos da música sertaneja de raiz para perpetuar este estilo musical.

Às 14 horas a festa ganha a animação da banda Falso Brilhante, com uma explosão de ritmos e um time de músicos executando com precisão diversos estilos musicais, sob o comando de Marcos Volpi.

A primeira intervenção do aniversário, dentro do projeto “Cenas Curtas” que selecionou artistas por meio de edital, é “Quando tudo isso passar, a gente se vê no teatro”, com Danilo Forlini e Isabela Lia. Nesse “texto em vídeo” são abordados: o sentido da arte e a saudade dos encontros presenciais artísticos, especificamente no contexto da cidade de Araraquara, que possui uma cena cultural consolidada e espaços culturais conhecidos, citados como forma de homenagem. Trata-se de um grito poético. Um grito de saudades do teatro e dos encontros artísticos presenciais. Um grito de homenagem à cultura de Araraquara. Sobretudo, um grito para que todos se mantenham firmes até que sejam possíveis os reencontros presenciais.

Os violeiros Gonçalves e Anibal entram na programação com live às 15 horas, em um show marcado pelos clássicos da música sertaneja raiz, trazendo nomes como: Belmonte e Amaraí, Milionário e José Rico, Mato Grosso e Mathias, Chitãozinho e Xororó, Felipe e Falcão – entre outros.

Na sequência, tem a intervenção: “90 segundos para resumir Araraquara”, com Raffa Paiva e Guilherme Garboso. Na obra, os artistas têm seus olhares provocados pela complexidade da trama araraquarense enquanto perpassam a obra de artistas marginais e consagrados nessa terra. Na busca por fazer passar algo novo, são surpreendidos por uma cidade que os inquieta.

O grupo Emoções da Terra comanda a live das 16 horas, com uma festa levada pela alegria, incluindo no repertório uma diversidade de ritmos que agradam de jovens a pessoas mais experientes, promovendo uma grande confraternização. O sertanejo universitário é um dos destaques da apresentação.

Giovana Costa chega com a intervenção “Araraquara e suas cores”, após o live com Emoções da Terra. A atriz e psicóloga realiza uma homenagem a Araraquara por meio de sua arte e de seus olhares para o mundo. A carioca, que reside em Araraquara há 7 anos, conta que quando se mudou para Araraquara, “não fazia ideia de como me apaixonaria por essa cidade”.

Gabriel e Tião do Ouro são destaque na live das 17 horas. Os violeiros defendem a música raiz. Gabriel toca há mais de 20 anos e Tião do Ouro, além de violeiro, é um grande compositor, com músicas em destaque no circuito nacional. Viola e violão celebrando os 203 anos da Morada!

A Cia de Dança Thaís Mansini apresenta a intervenção “O Bolero a Matriz de São Bento”, depois da live das 17 horas, com uma homenagem à Estação Ferroviária de Araraquara, em forma de agradecimento por todos os anos que trouxe desenvolvimento para Araraquara e se tornou um grande referencial da cidade.

No final da tarde, a dupla André e Mari participa da live que tem início às 18 horas, com um repertório de clássicos sertanejos para alegrar e tocar o coração das pessoas.

“Fonte a luminar” é a intervenção proposta por Vinicius Zurlo e Rodrigo Bottari. Os compositores entrelaçam seus olhares e experiências para criar uma obra que expressa o olhar de quem chega de fora e é acolhido pela comunidade araraquarense. No caminho, refletem também sobre a construção desse território do ponto de vista afetivo e os desafios vividos para manter a sociedade interativa em meio a pandemia de 2020.

A araraquarense Lilian Jardim faz seu show ao vivo às 19 horas. Cantora, compositora e multi instrumentista, Lilian possui dois álbuns lançados: “A Palavra Chave” (2005) e “Boca Sonora” (2013), este último indicado ao 24º Prêmio da Música Brasileira.

Irail Rezende e Rodolpho Groppo trazem a proposta da intervenção “Araraquara: sujeito e memória”, após a live de Lilian Jardim, com uma apresentação de cartografia das memórias e afetos para uma Araraquara de agora, fazendo pontes com a Araraquara de ontem. A partir de depoimentos curtos de cidadãos de Araraquara contando sobre alguns locais emblemáticos que constituíram e ainda constituem a natureza de cada indivíduo, Irail Rezende e Rodolpho Groppo apresentam de maneira poética uma sobreposição de tempos, lugares, e lembranças, mostrando como essas histórias e essas pessoas constituem um coletivo de uma cidade viva, cheia de memória.

Dani e Danilo fecham a programação comemorativa do aniversário da cidade do sábado. A live da dupla tem início às 20 horas e comemora os seus 30 anos de carreira com clássicos sertanejos, modas de viola, além de sucessos variados do cancioneiro caipira. Dani & Danilo desde 1989 vem fazendo história na música nacional, destacando Araraquara nas paradas sertanejas. A dupla possui parcerias de sucesso ao longo dessa carreira repleta de histórias marcantes.

Vale destacar que o link para acompanhar todas as lives da programação de aniversário – as que já foram realizadas e também as que estão por vir – é o: http://bit.ly/araraquara-203-anos .

A programação de aniversário da cidade se encerra no domingo, 23 de dezembro, com as lives de: Batuque do Bem (13h), Jaime e Fernando (14h), Pagode dos Amigos (15h), Victor Oliveira (16h), Art Zoom (16h30), Ases Mania (17h30) e Turma do Samba (18h30). Já as intervenções apresentam: Denis Pimentta, com “Araraquara, sua diversidade e outras flores”; Willian Chacal, com “Araraquara 203 anos”; e Tayra Moon com “Cultura de espetáculos”.