Domingo: Araraquara celebra a diversidade com a Parada LGBTQIA+

122

Araraquara celebra a realização da décima edição da Parada do Orgulho LGBTQIA+ neste domingo, 27 de outubro, com concentração a partir das 12 horas no Parque Infantil, na região central da cidade. A atividade encerra a programação do Mês Municipal da Cidadania LGBTQIA+ que apresentou uma agenda diversa, alertando para o respeito e para os direitos LGBTQIA+.

A concentração da Parada no Parque Infantil terá início às 12 horas e seguirá em marcha até a lateral do Ginásio de Esportes ‘Castelo Branco’- Gigantão, por volta das 16 horas. O trajeto será realizado pela Rua 9 de Julho e Avenida Bento de Abreu até o ginásio. É ao lado do Gigantão que serão realizadas as várias atrações programadas.

A realização da Parada do Orgulho LGBT coroa a finalização do Mês Municipal da Cidadania LGBTQIA+, marcado pelas atividades de visibilidade e resistência LGBT. A programação apresentou variadas atividades durante outubro, como: exposição, seminário, cinema, lançamento de documentário e exposição.

De acordo com Filipa Brunelli, assessora municipal de Políticas LGBTQIA+, a realização da Parada visa fundamentalmente construir a cidadania LGBT. “A Parada LGBT é uma resposta às violações desses direitos, à invisibilidade que o grupo de LGBTs sofre todos os dias pela comunidade conservadora, heterocisnormativa e opressora que tenta tirar os direitos e a visibilidade dos grupos que fogem da normatividade”, aponta. “E não só os LGBTs, mas todos aqueles grupos marginalizados pelo sistema – como negros e negras, pessoas com deficiência, mulheres…”.

O tema “De Stonewall a liberdade”, de acordo com a assessora, chega para resgatar a história do movimento LGBT no mundo, e sua celebração de 50 anos de existência. “Basta de descriminação e preconceito, chega de LGBTfobia”, alerta, lembrando que o Brasil é o país que mais mata LGBTs no mundo todo.

Filipa acredita que “uma Parada que, de fato, representa a todxs, deve ser construída por todxs”.

Ela conta que a comissão organizadora da Parada 2019 está composta por: Coletivo +Plural, Coletiva Be, organização do Miss Gay e Miss Trans, Programa IST/Aids, Conselho Municipal LGBT (COMLGBT), Coletivo Cadê Tereza, Bloco Unidxs do Vale, Bloco Diversidade Folia, TR4V4D4, Coletivo Corpo Fechado, Gaspa e Prefeitura Municipal de Araraquara, por meio da Assessoria Especial de Políticas LGBT, Centro de Referência e Resistência LGBTQIA+, Secretaria Municipal de Planejamento e Participação Popular, Secretaria Municipal da Cultura e Fundart, Secretaria Municipal de Comunicação, Secretaria Municipal de Saúde, Secretária Municipal de Obras. Também, participam os parceiros: Málaga Valencia, DJ Nova Malibu, Loja Menines, Programa Tricotando, Festa Ai que Loucura by Raissa Assunção e Boate Paradiso.

Filipa convida os LGBTs e aliados do movimento a participarem da Parada neste domingo. “Faça seu cartaz, costure sua bandeira, pinte o arco-íris e venha para a avenida lutar pelos nossos direitos e garantir a efetivação das políticas públicas”, chama a assessora. “E aquela pessoa que não é LGBTQIA+, mas é um aliado, também está convidado, afinal a luta contra a LGBTfobia, contra o racismo, contra o machismo: pertence a todxs! Vamos juntxs construir uma cidade solidária e participativa”, finalizou a assessora.

Atrações – A grande atração da Parada este ano é a cantora drag queen Lia Clark, sucesso desde 2016 quando estourou com a música “Trava Trava”. Lia é considerada uma das maiores representantes da cena musical LGBTQIA+ e encerra a programação da Parada, com show no lado externo do Gigantão, à noite.

Com uma mistura bem humorada que combina funk e pop, a santista é dona de músicas dançantes e sensuais e de um som chiclete. O hit “Trava Trava” lhe rendeu notoriedade em seu primeiro single e, rapidamente, dominou as pistas de dança.

“Chifrudo”, um feat realizado com Mulher Pepita, é seu segundo sucesso, consagrado como um hino do carnaval LGBT – a música faz parte do seu primeiro trabalho “Clark Boom” (EP) que também apresenta os sucessos: “Tome curtindo”, feat com Pabllo Vittar, e a polêmica “Boquetáxi”.

Lia Clark é considerada a primeira drag queen no universo do funk brasileiro, sendo classificada pela imprensa como uma pioneira do fenômeno drag queen no país, que teve início após o grande sucesso de Pallo Vittar.

“É das pistas” (2018) é o primeiro álbum de Lia e traz os sucessos “Tipo de garota” e “Q.M.T.”, e ainda as participações de Gloria Groove e Wanessa.

Um time de artistas, DJs e drag queens também será sensação na Parada 2019. As atrações locais e da região estão distribuídas nas duas áreas da Parada: Parque Infantil e lateral do Gigantão, tendo como apresentadores das atrações: Wilton Vital, Málaga Valencia e Sarah Trajanovic.

O time de DJs chega, na concentração, com: Maick, Travasystem, Ulisses Philippelli, Leona Vine e DJ Beats, enquanto no Gigantão tocam: Novamalibu, Will Tome e Raissa Assunção.

Na concentração do Parque Infantil também serão apresentados os projetos do município que foram selecionados via edital: “Agbára”, com Bruno Caldeira; “O Ritual”, com Bruny Derotzi; e “Equeerlibrar”, com Higor Richard.

Já as aguardadas apresentações das top drags, chegam com a presença de: Ellyn Top, Lunna Dee, Lara Mullers, Peppy Typper e ainda a ganhadora do Prêmio Divine (realizado no dia 26, às 19h, no Teatro Wallace Leal).

Toda a programação é gratuita.

 

SERVIÇO:

Parada do Orgulho LGBTQIA+

Data: domingo (27 de outubro)

Horários:

– Concentração a partir das 12 horas no Parque Infantil

– Ato político e marcha: das 16h às 17h

– Shows de encerramento: das 18h às 21h (na lateral do Gigantão)

Programação gratuita