Arnaldo Saccomani, produtor musical e compositor, morre aos 71 anos

Sofrendo de insuficiência renal e diabetes, ele faleceu em seu sítio no interior paulista, na madrugada desta quinta (27)

148

O produtor musical, compositor, instrumentista e jurado de programas de TV Arnaldo Saccomani morreu na madrugada desta quinta-feira (27), aos 71 anos, em Indaiatuba. Ele estava em casa acompanhado da família. Saccomani tinha insuficiência renal e diabetes. Ele deixa a mulher e duas filhas.

​Protagonista de uma longa trajetória profissional no mercado da música, ele ajudou a construir o sucesso de artistas como Tim Maia, Rita Lee, Ronnie Von, Fábio Jr. e, mais recentemente, Larissa Manoela. Foi também empresário de Tiririca, que encontrou por meio de uma fita pirata levada por um sócio.

De acordo com a família, Saccomani estava em seu sítio em Indaiatuba, no interior de São Paulo. Ele deixa a mulher e duas filhas. Apesar dos problemas de saúde que ele sofria, a família ainda não divulgou a causa da morte.

O corpo de Saccomani será velado no Cemitério Memorial Parque Paulista, em Embu das Artes, por volta das 10h.

Trajetória

Arnaldo Saccomani começou a carreira na década de 1960 e produziu álbuns de grandes artistas da música brasileira, como Tim Maia, Rita Lee, Ronnie Von, Fábio Júnior, entre outros.

O produtor musical, compositor e instrumentista atuou por muitos anos como jurados de programas de talentos em rádio e televisão e também trabalhou com o cantor mexicano Luís Miguel.

O produtor ficou conhecido pela postura ríspida e altamente crítica em programas de calouros como “Astros”, “Ídolos” e “Qual é o Seu Talento?”, todos no SBT, onde ele também realizou os últimos trabalhos na televisão.

Na década de 1990, Saccomani foi o responsável pelo lançamento do estilo que ficou conhecido como pagode romântico e estabeleceu contato entre o grupo Mamonas Assassinas e a gravadora que os lançou nacionalmente.

Repercussão

O produtor musical Rick Bonadio usou as redes sociais para lamentar a morte de Arnaldo Saccomani. “É com uma profunda tristeza que dedico esse espaço ao grande amigo, mestre e pessoa que me deu as primeiras oportunidades e incentivos na minha carreira na música. Arnaldo Saccomani partiu agora há pouco. Sua querida filha Thais me avisou, pois sabia da nossa relação de amizade e vida. O Arnaldo é um dos maiores produtores musicais desse país se não o maior. Talentoso, carismático e o rei dos comentários inesperados, mas profundamente pertinentes. Obrigado por todos os ensinamentos mestre Lindaço, te conheci por um equívoco do destino e graças a você pude fazer o que mais amo na vida. Descanse em paz”.