Agenda virtual marca Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres

Eventos com transmissão ao vivo pelo Facebook da Prefeitura marcam o 25 de novembro em Araraquara

37

Para marcar o Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres, lembrado em 25 de novembro, a Prefeitura de Araraquara, por meio da Coordenadoria Executiva de Políticas para Mulheres, promove nesta semana uma série de eventos virtuais com transmissão ao vivo pelo Facebook (@prefeituraararaquara).

Nesta quarta-feira (25), às 19h, acontece a oficina “A Presença do Corpo e a Mulher”, com a participação da artista de dança e arte educadora Geórgia Palomino e, como convidadas, a cientista social, atriz e arte educadora, Rosana Silva e a terapeuta ocupacional em Saúde Integral, artista da dança e educadora, Juliana de Araújo.

A oficina integra as ações do projeto #ellaumamulhersingular, realizado por meio do Programa de Ação Cultural (Proac) da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo.

Na quinta-feira (26), também às 19h, está programada a mesa-redonda “Estupro culposo e seus desdobramentos”, com as convidadas Amanda Vizoná (secretária municipal de Planejamento e Participação Popular), Claudete Camargo (professora, Promotora Legal Popular e presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher) e Grasiela Lima (professora e Promotora Legal Popular), e mediação de Laís de Conti (coordenadora municipal de Políticas para Mulheres).

Encerrando a programação, na sexta, às 19h, será realizada a mesa “A violência e seus recortes”, com a participação da coordenadora municipal de Direitos Humanos, Rafaela Modé; da assessora municipal de Políticas para Pessoas com Deficiência, Débora Félix; e da coordenadora de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Flávia Santana. A mediação também será de Laís de Conti.

De acordo com a Lei Maria da Penha, em seu artigo 5º, é caracterizada violência doméstica “qualquer ação ou omissão baseada no gênero que lhe cause morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico e dano moral ou patrimonial”.

Em 1999, a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu 25 de novembro como o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres, em homenagem às irmãs Mirabal (Pátria, Minerva e Maria Teresa), assassinadas pela ditadura de Leônidas Trujillo na República Dominicana.