Vacinação contra a gripe começa na próxima semana

2
Quem não é grupo de risco pode tomar a vacina em clínicas particulares

Com a chegada do outono, e em muitos dias a mudança brusca de temperatura, não há organismo que consiga acompanhar as alterações climáticas no mesmo ritmo. Com isso, as doenças respiratórias e as gripes chegam para ficar.

A campanha de vacinação deste ano, contra a gripe, deve começar a partir da semana que vem (23), segundo o Ministério da Saúde.

Assim como nos outros anos, o Sistema Único de Saúde (SUS) fará a imunização, primeiro, para grupos de risco – idosos, crianças de seis meses até cinco anos, grávidas e mulheres que deram a luz há até 45 dias.

Nessa lista entram também pacientes com doenças crônicas ou condições clínicas especiais (diabéticos, obesos, etc.), profissionais da saúde, presidiários, funcionários do sistema prisional e indígenas.

A dose dada é a trivalente, que protege contra três vírus da influenza: A (H1N1), A (H3N2) e um tipo da B.

Segundo a enfermeira responsável pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) da Santa Casa de Araraquara, Jéssica Cantão, o principal objetivo da campanha não é evitar que as pessoas peguem gripe, mas reduzir as complicações que ela causa. “A vacinação é para evitar pneumonias e outros problemas maiores que podem acontecer”, explica.

Quem não é grupo de risco pode tomar a vacina em clínicas particulares.

“É importante salientar que, a gripe é transmitida diretamente de pessoa a pessoa, e ocorre por meio de gotículas expelidas ao falar, espirrar e tossir. As mãos são o principal canal de transmissão, portanto, precisam ser higienizadas constantemente nesse período”, conclui o médico infectologista da Santa Casa, André Nogueira.

Se você pertence ao grupo de risco, procure o posto de saúde do seu bairro para tomar a vacina.

Em Araraquara

A Vigilância Epidemiológica e o Sesa (Serviço Especial de Saúde de Araraquara) informam que no ano de 2018 ainda não foi registrado nenhum caso de gripe na cidade.