Unesp de Araraquara auxiliará Prefeitura com exames do novo coronavírus

Segundo a secretária de Saúde, Eliana Honain, a Faculdade de Farmácia da Unesp será credenciada pelo Ministério da Saúde, o que irá acelerar a divulgação de resultados; 33 casos suspeitos ainda aguardam diagnóstico na cidade

160

Um dos problemas enfrentados pelos municípios neste início do surto do novo coronavírus, a demora na divulgação de resultados dos exames está prestes a ser solucionada. Segundo a secretária de Saúde, Eliana Honain, a Faculdade de Farmácia da Unesp (Universidade Estadual Paulista) de Araraquara fará exames para diagnosticar a Covid-19 a partir dos próximos dias.

Além da Unesp de Araraquara, os campos de Botucatu e de São José do Rio Preto também farão os testes para diagnosticar a doença, além de unidades da USP (Universidade de São Paulo) e da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).

Até o momento, apenas o Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, está credenciado para o diagnóstico dos testes recebidos de todo o Estado de São Paulo. De acordo com o Governo do Estado, 14 mil testes estão na fila do instituto para serem avaliados: chegam 1.200 por dia, mas apenas 400 são resultados são liberados. Por isso, os dados de Araraquara e de outras cidades estão demorando para serem divulgados.

“O Adolfo Lutz está com exames parados de todo o Estado de São Paulo. Ele não dá conta, não tem capacidade técnica. A Secretaria Estadual de Saúde, junto com o Ministério da Saúde, está habilitando novos laboratórios. Entre eles, da USP, da Unesp e da Unicamp. A Prefeitura já estava em negociação com a Unesp de Araraquara para esses exames, que vão monitorar e mostrar se já temos positivos ou não em Araraquara. Até o final da semana, a Unesp será validada pelo Ministério da Saúde”, afirmou Eliana no “Canal Direto Especial”, no Facebook da Prefeitura.

“Os exames vão seguir o mesmo parâmetro: em pacientes internados, porque precisamos do diagnóstico rápido, e em profissionais da Saúde, que estão na linha de frente. Isso porque não há exames suficientes para todos. Nem que nós queiramos comprar, não há capacidade para serem realizados”, explicou a secretária.

Estatísticas
Segundo o último boletim do Comitê de Contingência do Coronavírus, nesta segunda-feira (30), Araraquara ainda não possui casos confirmados da Covid-19. Porém, das 40 notificações ao todo, apenas sete foram descartadas e 33 casos ainda estão aguardando resultados de exames. Dessas pessoas, 11 seguem internadas. Duas mortes também estão sendo investigadas.

Segundo o Ministério da Saúde, são 159 mortos e 4.579 casos confirmados da Covid-19 oficialmente até esta segunda-feira (30) em todo o Brasil. Fazem parte do grupo de risco idosos (acima de 60 anos), pessoas com doenças autoimunes, imunossuprimidos, gestantes, lactantes e pessoas com doenças crônicas.

Entre os sintomas do novo coronavírus estão febre alta e persistente, tosse, cansaço e falta de ar. Para a prevenção da doença, é recomendada a higienização frequente das mãos (com água e sabão ou álcool gel), manutenção dos ambientes arejados e o isolamento social (prática seguida por diversos países do mundo), evitando aglomerações de pessoas.

A Prefeitura está com um serviço de atendimento e resolução de dúvidas da população por meio da Ouvidoria da Secretaria Municipal de Saúde, pelo telefone 0800-771-7723, das 7h30 às 16h30.