Somente o Hospital da Solidariedade possui leitos de UTI para pacientes com Covid-19

Estudos indicam que o pico da doença no interior de São Paulo, inclusive Araraquara, deve ser no dia 28 de agosto

161

O Comitê de Contingência do Coronavírus Araraquara, instituído por decreto municipal, se reuniu nesta quinta-feira (20), para novas deliberações sobre as medidas de combate à transmissão da Covid-19.

Neste momento, o Comitê vem a público alertar a população para o avanço do Coronavírus em Araraquara e para a importância do isolamento social e adoção de medidas preventivas por aqueles que precisam sair de casa para trabalhar.

Estudos indicam que o pico da doença no interior de São Paulo, inclusive Araraquara, deve ser no dia 28 de agosto, por isso as autoridades de saúde estão em alerta.

Por conta dessas informações e das avaliações diárias que são feitas pelo Comitê em relação ao avanço da doença – incluindo uma média móvel, nas últimas semanas, entre 40 e 50 novos casos diários, além do registro de 25 óbitos e a taxa de ocupação dos leitos hospitalares por Covid-19 em alta -, nenhuma solicitação de realização de atividades coletiva relacionadas a danças, atividades esportivas, incluindo aulas não reguladas, será autorizada por hora.

O Comitê, que está em permanente avaliação da possibilidade de retomada de atividades coletivas, avalia que não é possível nenhuma autorização neste momento.

Assim como o Comitê alerta para os riscos de transmissão em atividades coletivas particulares, incluindo festas, reuniões e encontros familiares. Elas também devem ser adiadas, como medida de proteção à vida.

Vale destacar que somente o Hospital da Solidariedade (hospital de campanha), possui leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) à disposição dos pacientes positivados e que necessitem de maiores cuidados. Outros hospitais públicos e privados estão trabalhando no limite de ocupação.

O município se preparou para o enfrentamento do novo Coronavírus e e a letalidade da doença no município é baixa, de menos de 1%, o que reflete nossa alta testagem, o acompanhamento dos pacientes confirmados e seus familiares, além da internação preventiva dos grupos de risco. Mesmo assim, a população precisa participar e colaborar para que a transmissão da doença precisa diminuir para que vidas sejam salvas.

Também é importante que os positivados sejam responsáveis e se mantenham em quarentena, seguindo rigorosamente todas as orientações das autoridades médicas e sanitárias, até que a cura da doença seja atestada.

A luta contra a Covid-19 ainda não acabou e só irá acabar com a descoberta da vacina. Enquanto isso, todos precisamos fazer esse esforço para barrar a transmissão da doença e para que vidas possam ser salvar.

Também estão sendo intensificadas as ações de fiscalização do cumprimento rigoroso no decreto municipal publicado hoje nos Atos Oficiais do Município, prorrogando o estado de calamidade pública e a quarentena para dia 9 de setembro.

Situação epidemiológica

Araraquara registrou mais 37 casos de Covid-19, nesta quinta-feira, dia 20. Portanto hoje, são 2.793 casos confirmados. Do total de confirmados, 330 permanecem em quarentena e 2.438 já saíram. Aguardam resultado de exames 316 amostras.

Hoje, 65 pacientes estão internados. Destes, 49 estão em enfermaria – 15 suspeitos e 34 casos confirmados. E 16 pacientes estão internados em UTI – 7 suspeitos e 9 confirmados. Do total de 65 internados, 47 são moradores de Araraquara e 18 são de outros municípios e foram transferidos para hospitais da cidade.

Com relação às internações de todos os serviços hospitalares que disponibilizam leitos para Covid-19 (público e privado), a cidade conta hoje com uma taxa de ocupação de 50% de leitos de enfermaria (pela sua política de internação precoce) e 28,5% de UTI.

Na Santa Casa de Araraquara, a taxa de ocupação de leitos para Covid-19 está em 80% na UTI e 60% na enfermaria.

No HEAB, Hospital Estadual de Américo Brasiliense, a taxa de ocupação de leitos de Covid-19 é de 90% da UTI e na enfermaria é de 100%.

O Hospital de Campanha tem hoje 13 pacientes na enfermaria.

Foram notificados, até o momento, 25 óbitos decorrentes de Coronavírus. Um óbito suspeito está sendo investigado. Trata-se de um homem de 74 anos, com múltiplas comorbidades, que estava internado desde o dia 18 de agosto.

Todo os positivados, assim como seus comunicantes, estão sendo monitorados pelas equipes da Secretaria Municipal da Saúde. O objetivo é orientar e cobrar o cumprimento da quarentena.