Saúde já realizou quase 10.700 atendimentos referentes à Covid-19

Foram 10.675 atendimentos contabilizados no polo de triagem da UPA da Vila Xavier e 148 internações no Hospital da Solidariedade

29

Quase 10.7 mil pessoas já foram atendidas no Polo de Triagem e Atendimento Estratégico da Covid-19, na UPA da Vila Xavier, desde a primeira quinzena de abril, quando teve início o atendimento médico naquela unidade. O número faz parte de um balanço dos atendimentos referentes ao Coronavírus no município, divulgado nessa quarta-feira (22), pela Secretaria Municipal da Saúde.

A Prefeitura deu início ao acolhimento à população com sintomas gripais no Polo de triagem da UPA da Vila Xavier no último dia 13 de abril e, de lá até o último dia 20 de julho, de acordo com Eliana Honain, secretária municipal da Saúde, passaram por aquela unidade 10.675 pessoas, sendo que 105 pessoas ficaram em observação.

“Os números de atendimentos mostram que a unidade está atingindo o seu objetivo; ela foi criada para ser a referência para a população que apresentar sintomas gripais, com suspeita da Covid-19. E, mais recentemente, nós passamos a orientar a internação preventiva aos maiores de 40 anos e toda a estrutura montada na UPA da Vila Xavier, assim como nosso Hospital da Solidariedade tem nos beneficiado nesse protocolo”, afirma a secretária, acrescentando que o polo de triagem possui em sua estrutura 9 leitos de UTI  e mais 19 leitos de retaguarda que foram instalados na Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias,  espaço religioso que fica em frente à UPA, com comunicação direta com a unidade de saúde por meio de um túnel coberto que corta a Rua José do Patrocínio.
Ainda de acordo com o balanço dos atendimentos referentes ao Coronavírus divulgado nesta quarta, o Hospital da Solidariedade, o hospital de campanha instalado no Jardim Ártico, com 20 leitos de UTI e 31 leitos de enfermaria, somou 148 internações decorrentes da Covid-19 desde sua abertura, na primeira quinzena de maio.

Também foram contabilizados pela Secretaria Municipal da Saúde, desde o início da pandemia, mais de 14 mil exames para Coronavírus realizados em Araraquara, através de parcerias firmadas com a Universidade Estadual de São Paulo (Unesp) e a Universidade de Araraquara (Uniara). No total, foram 6.653 exames realizados junto à Unesp e 7.458, junto à Uniara.

“Essas parcerias têm sido fundamentais neste enfrentamento da doença. Somos um dos municípios com maior índice de testagem do Estado de São Paulo graças a essas iniciativas das universidades. Quando testamos, internamos o paciente preventivamente e deixamos os familiares e comunicantes em observação e monitoramento, reduzindo a transmissão da doença, além de conhecermos a real situação epidemiológica do município”, ressalta Eliana Honain.

Também foram contabilizados 238 atendimentos em residência de pacientes acima de 65 anos. Esse protocolo de atendimento residencial ao grupo de risco também é um dos pontos fortes do monitoramento dos positivados, assim como os 1.990 testes rápidos que foram aplicados nesta população entre os dias 6 e 17 de julho, que  servirão para a realização de um inquérito sorológico dos idosos do município.

Além disso, também desde o início da pandemia, em março, quando foi criado o Disque-Saúde do Coronavírus (0800-771-7723), o serviço recebeu 3.084 ligações. Já o Apoio Psicológico também realizado por telefone (3305-5609, das 8h ao 12h e das 14h às 18h) recebeu 221 ligações.

“Esses números revelam um pouco do trabalho árduo e da batalha que travamos contra a Covid-19 no município. Ainda não vencemos, mas tudo indica que estamos no caminho certo”, avalia Eliana Honain, secretária municipal da Saúde.