Prefeito vistoria obras estruturais de combate ao novo coronavírus

Edinho e secretários estiveram no Hospital da Solidariedade, que deve ser entregue nos próximos dias, e nas obras de reabertura do Pronto-Socorro do Melhado

39

O prefeito Edinho e integrantes do governo municipal vistoriaram na manhã de terça-feira (21), feriado de Tiradentes, as obras do hospital de campanha para atendimento a pacientes com a doença respiratória Covid-19 (o Hospital da Solidariedade) e as obras de reabertura do Pronto-Socorro do Melhado.

O Hospital da Solidariedade, na antiga Novamoto, no Jardim Ártico, terá 50 leitos, entre semi-UTI e de enfermaria. Serão atendidos no local os pacientes que forem à UPA da Vila Xavier, transformada em polo de triagem, e forem testados positivos para o novo coronavírus. O hospital deve ficar pronto até o final do mês.

A reabertura da unidade do Melhado, que atende prioridade eleita pela população na Plenária da Cidade do Orçamento Participativo, também será utilizada pela Prefeitura no combate ao coronavírus.

Uma parte do prédio terá a entrega antecipada para receber servidores municipais, principalmente da área da Saúde, que forem diagnosticados com a Covid-19 e precisarem ficar isolados e receber cuidados médicos.

“Nós estamos montando uma estrutura para derrotarmos o coronavírus e sairmos mais fortes dessa crise que atinge não só Araraquara, mas todo o mundo. Agradeço a todos os servidores municipais que estão empenhados nessa tarefa tão desafiadora”, afirmou o prefeito.

Edinho esteve acompanhado da secretária de Saúde, Eliana Honain; da coordenadora de Urgência e Emergência, Fernanda Rodrigues; da coordenadora de Assuntos Institucionais, Graça Pinoti; e do chefe de gabinete, Alan Silva.

Situação da Covid-19
Segundo o boletim do Comitê de Contingência do Coronavírus divulgado nesta quarta-feira (22), Araraquara possui 55 casos confirmados da Covid-19, com três mortes causadas pela doença, e outras 14 pessoas aguardam resultados de exames. Nos hospitais, 24 pacientes seguem internados.

Fazem parte do grupo de risco da Covid-19: idosos (acima de 60 anos), pessoas com doenças autoimunes, imunossuprimidos, gestantes, lactantes e pessoas com doenças crônicas. Entre os sintomas do novo coronavírus estão febre alta e persistente, tosse, cansaço e falta de ar.

Para a prevenção da doença, é recomendada a higienização frequente das mãos (com água e sabão ou álcool gel) e o isolamento social, evitando aglomerações (prática seguida por diversos países do mundo).