Polícia Militar comemora os 61 anos do 13º Batalhão

144

Da redação

O aniversário de 61 anos do 13º BPM-I (Batalhão de Polícia Militar do Interior) foi comemorado na manhã dessa sexta-feira (28), em evento na subsede do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, no bairro do Quitandinha. Diversos policiais militares da ativa e da reserva participaram da solenidade que contou com a presença do prefeito Edinho Silva (PT).

A solenidade recepcionada pelo comandante do 13º BPM-I, tenente coronel PM Adalberto José Ferreira, contou também com a presença do comandante do Policiamento do Interior III (CPI-3), coronel PM Carlos Alberto Machado, que foi um dos homenageados. Cerca de 200 pessoas, dentre elas, várias autoridades Militares e civis, participaram da comemoração.

Durante o evento foi entregue a Medalha Comemorativa ao Cinquentenário do 13º BPM/I a autoridades militares, da ativa e da reserva, e a representantes de instituições e da sociedade civil, como agradecimento pelos serviços prestados.

“A história de uma instituição é feita pelas pessoas que se dedicam, intensamente, durante o dia a dia. Como prefeito, fica o meu reconhecimento ao 13º BPM/I e a todas as mulheres e os homens que contribuíram para essa história e trabalham na garantia da segurança pública”, afirmou o prefeito Edinho.

O comandante do 13º BPM/I, tenente-coronel Adalberto José Ferreira, agradeceu a todos os homenageados pelos serviços prestados e a toda a corporação pelo convívio diário. “Se não existem comandados, não existe comando”, ressaltou. “Todos nós devemos trabalhar pela comunidade. A polícia tem que estar onde o povo está”, destacou Adalberto.

Ainda estiveram no evento os vereadores Tenente Santana (MDB), Magal Verri (MDB) e Elton Negrini (PSDB); o secretário municipal de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública, coronel João Alberto Nogueira Júnior; o presidente da Sociedade Veteranos de 1932 (MMDC), coronel Mário Fonseca Ventura; prefeitos de municípios da região; entre outras autoridades militares e civis.

História
Em 17 de junho de 1958, a 4ª Companhia Independente de Policiamento, criada em 1950, obteve a elevação a Batalhão de Polícia, sendo denominado 1º Batalhão de Caçadores, com atribuição sobre a região que se estendia de Araraquara a São José do Rio Preto.

Em 1961, com nova nomenclatura, o 13º Batalhão Policial da Força Pública de São Paulo passou a ocupar a atual sede, na Rua Jorge Biller Teixeira, 519, na Vila Ferroviária.

Por força do cumprimento do Decreto Lei 217, de 8 de abril de 1970, o Governo Estadual criou a Polícia Militar do Estado de São Paulo, através da unificação da Força Pública com a Guarda Civil do Estado de São Paulo.

Nesse contexto, o então 13º Batalhão Policial da Força Pública passou a ser denominado 13º Batalhão da Polícia Militar do Interior do Estado de São Paulo, exercendo atividades de policiamento, de fiscalização de trânsito, de combate ao crime e salvando vidas.

O 13º BPM/I reúne cinco Companhias em 19 municípios. Em Araraquara estão a 1ª e a 3ª Companhias — a 1ª Cia atende as áreas do 2º e 4º DP de Araraquara, Boa Esperança do Sul, Gavião Peixoto e Trabiju, enquanto a 3ª Cia atende as áreas do 1º e 3º DP de Araraquara, Américo Brasiliense, Santa Lúcia, Rincão, Bueno de Andrada e Taquaral.

O Batalhão é responsável pelo policiamento preventivo e ostensivo de 21 localidades: Araraquara, Boa Esperança do Sul, Gavião Peixoto, Trabiju, Taquaritinga, Itápolis, Cândido Rodrigues, Fernando Prestes, Américo Brasiliense, Santa Lúcia, Rincão, Bueno de Andrada, Taquaral, Matão, Dobrada, Motuca, Santa Ernestina, Ibitinga, Borborema, Tabatinga e Nova Europa.