Pesquisadores do CDMF e UFGD desenvolvem nova formulação de aditivos para álcool 70%

Novo produto prolonga efeito de desinfecção do álcool 70% em superfícies e máscaras

39

O pesquisador Luiz Fernando Gorup, professor da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e integrante do Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF), desenvolveu em parceria com Eduardo José Arruda e Kelly Mari Pires de Oliveira, também professores da UFGá, e outros pesquisadores, uma nova formulação de aditivos para potencializar a ação microbicida do álcool 70%.

O álcool 70%, que devido à emergência sanitária da pandemia de COVID-19 teve seu uso popularizado, apresenta propriedades microbicidas amplamente conhecidas. Apesar disso, o produto não permanece por muito tempo nas superfícies devido a sua rápida evaporação, o que acaba por limitar sua eficiência.

Partindo dessa constatação, a pesquisa buscou o desenvolvimento de formulações que permitissem aumentar o tempo de proteção às superfícies mesmo depois da evaporação do álcool.

Para tanto, os pesquisadores optaram pela aditivação por surfactantes que proporcionaram um aumento na proteção contra bactérias, fungos e vírus devido à formação de um filme bioativo que permanece atuando nas superfícies mesmo após a evaporação do álcool.

Os surfactantes catiônicos utilizados (+) interagem com as superfícies e microrganismos com carga negativa (-), ocasionando o rompimento da camada de proteção desses microrganismos e causando sua inativação. A formulação desenvolvida contém uma concentração muito pequena de surfactantes, respeitando os limites de segurança dos produtos para uso humano e\ou utilização nas superfícies de pisos, mesas, móveis, objetos e máscaras.

O produto, que tem secagem rápida devido à volatilidade do álcool, também pode ser utilizado como solução higienizadora de máscaras, ampliando a proteção proporcionada por estes equipamentos e oferecendo efeito residual duradouro.  A secagem rápida apresentada pela solução permite, ainda, a reutilização das máscaras depois de apenas 30 minutos da aplicação da solução higienizadora.

Os pesquisadores estão disponibilizando 500 litros do produto para doação aos serviços de saúde e entidades assistenciais na cidade de Dourados, MS.

CDMF

O CDMF é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepids) apoiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), e recebe também investimento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), a partir do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia dos Materiais em Nanotecnologia (INCTMN).