Feriados poderão reduzir o faturamento do comércio em até R$12,8 mi em novembro

44

A suspensão das atividades do comércio durante os feriados e pontos facultativos impacta diretamente o faturamento das empresas, sobretudo das atuantes no segmento varejista. As perdas podem ser ainda maiores quando ocorrem feriados prolongados com pontes, ou se o fechamento das lojas acontecer aos sábados, quando o movimento é tradicionalmente superior.

Buscando mensurar os impactos gerados pelos feriados que ocorrerão em novembro de 2019, o Núcleo de Economia do Sincomercio Araraquara estima, com base em levantamento realizado pela FecomercioSP, que a perda pode chegar a R$ 12,8 milhões para a região de Araraquara, que engloba mais 37 municípios. O montante representa cerca de 0,7% das vendas previstas para o penúltimo mês do ano. Os cálculos levam em consideração os setores passíveis de sofrerem uma redução no ritmo de vendas durante o fechamento.

Nesses segmentos, como exemplo supermercados, perfumarias, vestuário, a compra por impulso é relevante, uma vez que os produtos, em grande parte, têm um valor unitário mais baixo. Além disso, é considerado que apenas uma parcela das vendas nessas datas seja afetada, e não o faturamento do dia todo. Na comparação com novembro de 2018, quando a estimativa de perda chegou a R$ 27 milhões, o levantamento constata uma boa notícia para 2019. Neste ano, o mês de novembro não contará com feriados prolongados e nem pontos facultativos como ocorrido no ano passado. Em razão disso, a perda estimada no mês de novembro desse ano é, aproximadamente, 53% menor do que no ano passado.

Contudo, a vagarosa recuperação da atividade econômica e o reduzido faturamento logrado pelas empresas nos últimos meses têm impactado negativamente o fluxo de caixa dos comerciantes que ainda deverão enfrentar as perdas causadas pelas paralisações das atividades neste mês. Em vista disso, o comércio na região de Araraquara estará aberto no dia 15 de novembro, das 10h às 16h, visando minimizar os prejuízos estimados, que poderiam alcançar R$ 17 milhões em caso de fechamento também nesta data.

Região de Araraquara Américo Brasiliense, Analândia, Araraquara, Boa Esperança do Sul, Borborema, Cândido Rodrigues, Corumbataí, Descalvado, Dobrada, Dourado, Fernando Prestes, Gavião Peixoto, Ibaté, Ibitinga, Ipeúna, Itápolis, Itirapina, Matão, Monte Alto, Motuca, Nova Europa, Pirangi, Pirassununga, Porto Ferreira, Ribeirão Bonito, Rincão, Rio Claro, Santa Cruz das Palmeiras, Santa Ernestina, Santa Gertrudes, Santa Lúcia, Santa Rita do Passa Quatro, São Carlos, Tabatinga, Tambaú, Taquaritinga, Trabiju, Vista Alegre do Alto.