Edinho se reúne com empresários e aborda medidas contra a Covid-19

Reunião foi feita de forma online, nesta segunda-feira (20); Araraquara possui 54 casos confirmados da doença, com três mortes

41

O prefeito Edinho, secretários municipais e autoridades de saúde do Município participaram nesta segunda-feira (20) de uma videoconferência com lideranças de setores empresariais de Araraquara. O tema da reunião foi a série de ações da Prefeitura contra o novo coronavírus, causador da pandemia da doença Covid-19.

Entre os participantes da reunião estiveram o presidente da Acia (Associação Comercial e Industrial de Araraquara), José Janone Júnior; o presidente do Sincomércio (Sindicato do Comércio Varejista de Araraquara), Antonio Deliza Neto; o presidente do SinHoRes (Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Araraquara), Fernando Pacchiarotti; além de proprietários de empresas de diversos setores da economia.

Junto com a equipe de Saúde, Edinho apresentou a situação da Covid-19 em Araraquara. Nesta segunda, a terceira morte foi confirmada. São 54 casos da doença, com a previsão de que a curva de contágio ainda cresça pelas próximas semanas.

“Segundo os pesquisadores da faculdade de Medicina da Unesp em Botucatu, e os profissionais da Secretaria Estadual da Saúde, o interior do Estado está com cenário três semanas atrasado em relação à capital e à Grande São Paulo. Ou seja, no final de abril e início de maio viveremos o pico da doença na nossa cidade”, explicou o prefeito.

Edinho ainda explicou todas as ações feitas pela Prefeitura para o enfrentamento à doença, como a implantação do hospital de campanha (com 50 leitos, entre semi-UTI e enfermaria); a transformação da UPA da Vila Xavier como polo de triagem, com nove leitos de UTI; os 19 leitos de enfermaria na Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias; o fortalecimento da rede básica de Saúde; entre várias outras medidas.

Para o prefeito, o diálogo com os empresários continuará aberto para que as futuras decisões sobre uma possível retomada da economia sejam debatidas. “Estamos fazendo todas as ações para salvar vidas e evitar o colapso do sistema de saúde. E aquilo que for possível nós tomarmos de medidas para a economia respirar, nós faremos. Mas, é claro, respeitando o decreto de calamidade pública do Governo do Estado e as orientações das autoridades de saúde e do Comitê de Contingência do Coronavírus, que monitora a curva da evolução de casos diariamente. Vamos manter esse canal de diálogo, constituído desde o mês de março, antes da quarentena, para que nossas ações sejam sempre pautadas pela transparência”, ressaltou Edinho.

Estiveram com o prefeito na reunião o vice-prefeito e secretário do Trabalho e do Desenvolvimento Econômico, Damiano Neto; a secretária de Saúde, Eliana Honain; a secretária de Justiça e Cidadania, Mariamália de Vasconcellos Augusto; o secretário de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública, coronel João Alberto Nogueira Júnior; e a enfermeira Fabiana Araújo, da Vigilância Epidemiológica.