Defesa Civil faz alerta contra aumento de queimadas

Em Araraquara, den√ļncias an√īnimas sobre inc√™ndios em terrenos baldios podem ser feitas pelo telefone 0800-7701595

20

Por conta do período de estiagem, as queimadas precisam ser evitadas nas zonas urbanas e rurais de Araraquara, já que os problemas respiratórios que elas provocam nas pessoas podem ser ainda mais graves com a pandemia.

O apelo e o alerta s√£o da Defesa Civil, que junto com a Diretoria de Gest√£o Ambiental do Daae (Departamento Aut√īnomo de √Āgua e Esgotos) e o setor de Postura da Prefeitura, entre outros √≥rg√£os p√ļblicos, atua visando coibir a pr√°tica criminosa de inc√™ndios, que normalmente atingem terrenos baldios abandonados, e at√© canaviais.

Segundo Luiz Del acqua, da Gerência da Defesa Civil de Araraquara, somente entre os meses de maio e julho deste ano foram registradas 93 ocorrências de incêndios no município.

Em entrevista ao programa ‚ÄėCanal Direto com a Prefeitura – Especial Coronav√≠rus‚Äô, na ter√ßa-feira (28), via Facebook da Prefeitura, Del acqua ressaltou que os n√ļmeros registrados pelo Corpo de Bombeiros apontam para um aumento mais de 20% nas ocorr√™ncias este ano, em rela√ß√£o aos mesmos meses de maio e julho de 2019, quando foram registradas 75 ocorr√™ncias.

A zona norte de Araraquara tem registrado o maior n√ļmero de queimadas, principalmente nas regi√Ķes dos Jardins Selmi Dei e Indai√°, embora elas tenham ocorrido tamb√©m nos bairros Vale do Sol, √Āguas do Paiol e Jardim S√£o Bento, a sudoeste da cidade.

Segundo Del acqua, o setor de Gest√£o Ambiental do Daae tem autuado donos de im√≥veis mal cuidados, a partir de den√ļncias feitas por moradores vizinhos. A den√ļncia pode ser feita no anonimato, atrav√©s do telefone 0800-7701595.

Luiz tamb√©m destacou o trabalho de preven√ß√£o realizado em Araraquara pelo setor de Posturas da Secretaria Municipal de Obras e Servi√ßos P√ļblicos, que autua donos de terrenos com mato alto.

Conscientização

A Defesa Civil tamb√©m trabalha ao longo do ano em a√ß√Ķes de conscientiza√ß√£o junto √† popula√ß√£o, para alertar sobre os riscos dos inc√™ndios criminosos, al√©m da implanta√ß√£o do Plano de Conting√™ncia – Opera√ß√£o Estiagem, no per√≠odo de maio a setembro, que envolve v√°rios √≥rg√£os p√ļblicos e a sociedade civil.

E apesar de as palestras nas escolas terem sido suspensas por causa do coronav√≠rus, s√£o distribu√≠dos panfletos e afixados banners e instalados outdoors pela cidade para refor√ßar o alerta, incluindo a zona rural e com n√ļmeros de telefones para den√ļncias.

Ainda de acordo com Luiz Del acqua, a Prefeitura vem fazendo a sua parte com a manutenção dos próprios terrenos, com trabalhos de roçagem.

Vale destacar, segundo especialistas, que as queimadas urbanas podem agravar a sa√ļde de quem j√° sofre com crise asm√°tica e bronquite, entre outras doen√ßas respirat√≥rias.

A fuma√ßa das queimadas ainda provocam tosse seca, dores e ard√™ncias de garganta, cansa√ßo e dores de cabe√ßa, sintomas similares aos da Covid-19, o que pode sobrecarregar as unidades de sa√ļde.

Para este período, a dica é pela ingestão de bastante líquido, especialmente água, instalação de aparelhos umidificadores em casa, ou o uso de toalhas molhadas e bacias com água nos quartos, principalmente no período noturno.